acesse o RN blog do jornalista João Bosco de Araújo [o Brasil é grande; o Mundo é pequeno]


sexta-feira, 10 de julho de 2020

3° Curta Caicó inova e realiza edição digital de 8 a 16 de agosto

Pioneiro no RN, evento conta com apoio do Edital de Economia Criativa do Sebrae (RN)

Seguindo a tendência dos novos tempos, o 3º Curta Caicó será realizado no período de 8 a 16 de agosto. O evento que seria realizado em junho foi adiado em decorrência da pandemia de Covid-19 e será realizado em formato digital. Os filmes selecionados para as mostras competitivas e paralelas estarão disponíveis no site www.curtacaico.com.br, durante o festival.

O evento também irá realizar diversas atividades formativas. Oficinas de produção de cinema, roteiro, documentário e elaboração de projetos culturais. Também serão realizados workshops, webinários, debates, homenagens e premiações. Toda a programação será divulgada no decorrer do mês de julho no site e redes sociais @curtacaico.

O Curta Caicó foi contemplado no Edital de Economia Criativa do Sebrae (RN), que garantiu a realização das atividades formativas que serão realizadas em ambiente digital. Além do Rio Grande do Norte, o festival conta com consultoria de realizadores de outros estados, como Paraíba e Pernambuco.

“O apoio do Sebrae foi fundamental para realização dessa edição online. O Curta Caicó já está bem posicionado no mapa do audiovisual nacional e o cinema é uma atividade econômica que está sendo estimulada no Seridó”, afirmou Raildon Lucena, diretor do festival.

PRODUÇÃO AUDIOVISUAL CRESCE NO SERIDÓ COM INCENTIVO DO CURTA CAICÓ

A região Seridó, no interior do Rio Grande do Norte, é conhecida pelas suas vocações empreendedoras. O bordado, o boné, a carne de sol e o queijo, os biscoitos e doces regionais levam o nome da Caicó país afora.

O município, cantando em verso e prosa na canção de Chico César “Prosa impúrpura do Caicó”, possui reconhecimento nacional pela realização de grandes eventos como o carnaval e a Festa de Sant´Ana, considerada Patrimônio Imaterial do Brasil.

O audiovisual também faz parte da história da cidade, que já contou com vários cinemas: Cine Pax, Alvorada, São Francisco e Cine Rio Branco (na ordem de inauguração), e que agitavam o cenário local com grandes lançamentos.

E é de Caicó o filme “Boi de Prata”, de Carlos Augusto Ribeiro Jr, segundo longa-metragem produzido na história do RN no final da década de 70. A direção de fotografia é do renomado Walter Carvalho, na época em início da carreira.

Com o fechamento das salas de exibição, Caicó acompanhou a ascensão e queda das vídeo-locadoras. Para ver cinema, o caicoense precisava se deslocar mais de 100 KM, até o município de Patos (PB). O audiovisual se tornou algo distante da realidade do caicoense.

Mas, quis o destino que quase 40 anos depois da produção de “Boi de Prata” o audiovisual voltasse a ganhar força na cidade com o surgimento do Festival de Cinema Curta Caicó. Os curtas-metragens tomaram conta da tela do Centro Cultural Adjuto Dias, bem como as oficinas de cinema, os debates e as premiações. A primeira edição teve 415 filmes inscritos, número que passou para 535 na segunda edição e 662, em 2020.

A produção audiovisual regional também vem crescendo nos últimos anos. O festival recebeu apenas uma inscrição em 2018. Esse número saltou de 11 em 2019 e para 22, com representantes de nove municípios, em 2020. O audiovisual também ganhou instituições de ensino da cidade, com realização de oficinas de cinema no IFRN Campus Caicó e escolas estaduais.

O evento é realizado pela Referência Comunicação, que tem como sócios Diego Vale e Raildon Lucena. A empresa vem se destacando no cenário local com produção cultural de eventos inovadores como o 1º Encontro das Doceiras, Festival Gastronômico e Encontro de Redes Centrais de Negócios. De acordo com Diego Vale, a economia criativa é importante para o desenvolvimento regional e a vocação do Seridó traz esse respaldo e esse reconhecimento em âmbito nacional que é potencializado a partir dessas atividades culturais.

Diretor do festival, Raildon Lucena afirma que o Curta Caicó é um sonho realizado. “É uma semente que plantamos e estamos vendo germinando. É gratificante realizar atividades formativas e acompanhar o interesse de estudantes e pessoas que veem no audiovisual uma forma de expressão. De contar suas próprias histórias e narrativas. Para nós é uma grande satisfação e colocamos todo o nosso esforço e energia para realização do festival”, destacou.

O Curta Caicó é uma realização da Referência Comunicação com apoio do Edital de Economia Criativa do Sebrae do Rio Grande do Norte. O evento conta com apoio da Rende Gás, Implarn, Replac e Sesc (RN), além dos seguintes apoios culturais: Místika, Elo Company, Centro Técnico do Audiovisual, Associação de Críticos de Cinema do RN, Cardume, UERN e IFRN.

CONFIRA NOSSO VÍDEO: Curta Caicó - 8 a 16 de agosto

Mais informações:

Site: www.curtacaico.com.br

Redes Sociais: @curtacaico

Por Assessoria de Imprensa

Imagens relacionadas à divulgação

©2020 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN

Plutão Já Foi Planeta entre os participantes do Festival Se Liga! Confira atrações

Diante do cenário atual de pandemia, vários setores foram afetados economicamente e o setor de eventos foi um dos primeiros a parar e certamente será um dos últimos a retornar. Pensando nisso a marca independente de roupas “Muitas Coisas” (BSB), em parceria com a Rapport Produções, realiza nos dias 18 e 19 de julho o Festival Se Liga!, com o objetivo de conectar pessoas em uma boa causa por meio da música. Toda a renda arrecadada durante os dois dias de Festival será destinada a compra de cestas básicas que serão doadas a famílias do projeto Backstage Brasília.

Entre as atrações estão bandas com forte expressão no cenário musical brasileiro e nas plataformas digitais: Scalene, Francisco El Hombre, Plutão Já Foi Planeta e Scatolove. As apresentações acontecerão nos canais de cada banda no YouTube, com cerca de 1h30 de duração. E as pessoas que optarem pela doação espontânea pré-festival poderão ser beneficiadas com um tempo a mais e exclusivo nas lives. Dessa maneira, será possível interagir com os artistas, proporcionando uma experiência única e até mesmo intimista. “A ideia é demonstrar gratidão àquelas pessoas que se mobilizaram antes mesmo do evento a ajudar com doações.”, explica Pedro Martins, organizador do Festival.

O Festival é a segunda etapa do trabalho desenvolvido pela Muitas Coisas; na primeira etapa a marca, especialista em t-shirts, lançou uma camiseta e um moletom para o novo drop, batizado de O Inverno Vai Passar (a cada peça vendida, duas cestas básicas seriam doadas para o coletivo e distribuídas), arrecadando mais de 1 tonelada em alimentos. Neste segundo momento, a arrecadação das cestas acontecerá por meio do QR Code exibido durante as apresentações, além das doações espontâneas pré-festival.

Segundo o fundador da marca, Pedro Martins, todo o projeto foi impulsionado pelo desejo de ajudar ao próximo. “Somos uma marca independente, pequena e periférica. Temos também uma ligação muito forte com a música, e em tempos de pandemia e isolamento social, as pessoas deste cenário que estão nos bastidores precisam muito disso. É uma felicidade grande pra gente, ver que o festival está conectando pessoas em uma mesma causa, levando esperança e alívio para essas famílias.”

O Festival Se Liga! tem patrocínio da rede de supermercados Bellavia, realização da Muitas Coisas e produção da Rapport Produções.

Sobre A Muitas Coisas

A Muitas Coisas é uma marca jovem, com quase dois anos de mercado. De forma inovadora e arrojada, vai além de uma marca de moda, sendo também uma marca de comunicação. A marca tem a visão de comunicar ideias e falar sobre as muitas coisas da vida através dos seus produtos, e a missão de chamar a atenção das pessoas e convidar para um diálogo sobre temas, situações e atitudes. Mais do que só vender roupas, a marca busca construir um legado de igualdade, e isso tem acontecido de maneira orgânica e natural.

Sobre As Atrações

SCALENE

Scalene é uma banda brasileira de stoner rock formada em Brasília no ano de 2009. Com uma vasta leva de materiais lançados a banda possui destaque no cenário nacional não só pelas grandes participações em Festivais com Rock In Rio e Lollapalooza, mas também por prêmios importantes com Grammy Latino de melhor álbum de rock em língua portuguesa (2015) com o disco Éter.

FRANCISCO EL HOMBRE

Francisco El Hombre é uma banda brasileira formada em 2013 muito conhecida pelo trabalho feito na América Latina, além da indicação ao Grammy Latino (2017) por melhor canção em língua portuguesa “Triste, Louca ou Má”, que hoje coleciona 21M de visualizações no YouTube. O grupo também já se apresentou em grandes Festivais como Rock In Rio e Lollapalooza.

PLUTÃO JÁ FOI PLANETA

Plutão Já Foi Planeta é uma banda brasileira de indie pop formada em Natal no ano de 2013. De lá pra cá são dois discos lançados e momentos importantes como a participação no programa Super Star, rede Globo, do qual terminou como vice-campeã. A banda também participou de grandes Festivais como Rock In Rio e Lollapalooza.

SCATOLOVE

Scatolove é uma das maiores apostas do cenário indie pop brasileiro. Formada por Isa Salles (Programa The Voice Brasil 2017) e Léo Ramos (Super Combo), a banda vem conquistando grande números como o clipe de “Princesa” que já bate a marca de 3M de visualizações, ou “Calabouço” com 1M de visualizações, além de participações importantes em Festivais como o COMA (Convenção de Música e Artes).

SERVIÇO

FESTIVAL SE LIGA!

18 de julho

15h - PLUTÃO JÁ FOI PLANETA - https://www.youtube.com/channel/UCHEpeo9tmp-FhSDfymwSRpA

16h30 - FRANCISCO EL HOMBRE - https://www.youtube.com/channel/UC5VtwBCJALppUQal3cObUag

19 de julho

15h - SCATOLOVE - https://www.youtube.com/channel/UCzmp3AhRkYVyRAzyT-6UxHw

16h30 - SCALENE - https://www.youtube.com/user/scalenetube

Luciana Oliveira

Assessora de Imprensa

luciana@sollarcomunicacao.com.br

Imagem relacionada à divulgação

©2020 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN

terça-feira, 7 de julho de 2020

Hemonorte do RN participa de pesquisa para uso do plasma em pacientes curados de Covid-19

O Instituto de Medicina Tropical da UFRN (IMT) e o Hemonorte receberam recentemente aprovação do Comitê Nacional de Ética e Pesquisa para o projeto que vai avaliar o uso do plasma de pacientes curados da Covid 19 em pessoas que estão com quadro grave da doença.

A seleção dos doadores e receptores será realizada pelo IMT, ficando o Hemonorte responsável pela coleta do plasma através de um procedimento especial chamado aférese.

Os dados obtidos com essa pesquisa vão ajudar o Ministério da Saúde e a Anvisa a consolidar ou aprovar o uso do plasma terapêutico como ferramenta de tratamento para o Coronavírus.

De acordo com o diretor geral do Hemonorte, Rodrigo Villar, “esse tipo de terapia já foi usada em outras epidemias como a H1N1, Ebola e a SARS, com resultados positivos”.

Além disso, o Ministério da Saúde aprovou recentemente o uso do plasma fora da pesquisa clínica. O Hemonorte vai receber a doação de sangue de doadores com mais de 30 dias de recuperação dos sintomas e disponibilizar o plasma para os casos que os médicos achem necessário.

As bolsas de plasma convalescente serão armazenadas de forma especial e enviados às unidades de saúde que estão tratando pacientes com Covid-19.

Assessoria de Comunicação

Secretaria de Estado da Saúde Pública

©2020 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN

segunda-feira, 6 de julho de 2020

Sindicato emite nota de pesar pela morte do jornalista Paulo Macedo

NOTA DE PESAR

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Norte vem se somar às inúmeras manifestações de pesar pelo falecimento do jornalista Paulo Macedo que tanto contribuiu para o Jornalismo Potiguar.

Pessoa simples de muita elegância e educação refinadas, nos deixa um enorme legado para as futuras gerações. Paulo Macedo esteve presente na posse da diretoria do Sindjorn, sendo convidado a compor a mesa e a discursar.

Isaac Faheina de Paulo Macedo era sócio fundador do Sindicato sob o número 30, tendo como data de sindicalização 05 de julho de 1979. Foram mais de sessenta anos de jornalismo atuando em veículos da imprensa escrita como Jornal de Natal, Tribuna do Norte e Diário de Natal, e por último na televisão com o programa Sala Vip, na TV Ponta Negra.

Cearense de nascimento, adotou as terras Potiguares como a sua, tornando-se membro da Academia Norte-rio-grandense de Letras e Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte. Aos familiares e amigos nossos sentimentos de pesar e nossas orações nesse momento de dor e de perda.

SINDJORN

©2020 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN

Fórum virtual esclarece como ter acesso à lei de emergência cultural Aldir Blanc em São G. do Amarante

O Fórum Permanente de Cultura convoca artistas e demais profissionais das artes, para um encontro virtual de esclarecimento sobre a Lei Aldir Blanc e seus impactos positivos em São Gonçalo do Amarante/RN. Dia 06/07 das 19h30 ás 21hs na plataforma do Google Met – URL de acesso á reunião: https://meet.google.com/tph-vmdk-yrt

A lei prevê uma renda de R$ 600,00 Reais mensais por três meses aos artistas, técnicos, prestadores de serviços culturais que tiveram seus trabalhos interrompidos pela pandemia. Esses, não podem ter recebido outro auxílio governamental. Prevê também, um benefício de R$ 3.000,00 a R$ 10.000,00 mil reais para espaços e instituições culturais de acordo com os critérios adotados pelo município.

A Fundação Cultural D. Militana, responsável pela aplicabilidade e prestação de contas dos recursos, irá receber via Fundo Municipal de Cultura o equivalente a R$ 719. 000,00 (setecentos e dezenove mil reais). Após o recebimento, a utilização do dinheiro deve ser feita em 120 dias. Caso isso não ocorra em tempo hábil, o recurso irá para Fundo Estadual de Cultura e em seguida para a União.

Para que tenhamos nossos direitos efetivados e garantidos conforme a Lei Aldir Blanc, é necessário um planejamento antecipado das ações entre sociedade civil e poder público.

Neste sentido abordaremos:

1)      A quem está vedada a concessão do benefício;

2)      A importância do cadastro cultural;

3)      Quem tem direito ao benefício;

4)      Como será a prestação de contas em caso de projeto aprovado;

5)      Quais os critérios para grupos, associações e instituições sem CNPJ.

Interessados podem enviar confirmação com nome, nº telefônico e segmento cultural para: forumdeculturasga@gmail.com

Fones: 9 9610 4467 / 9 8772 9365 / 9 8867 0369

Fórum Permanente de Cultura – Há 15 anos na defesa dos direitos culturais.

#planejarépreciso

#AhoraéAgora

#Quemsabefazahora

#PagueJá 

Acesse: Lei de emergência cultural Aldir Blanc em São G. do Amarante/RN

Gláucio Teixeira da Câmara

glauciopedubreu@yahoo.com.br

imagem relacionada à divulgação

©2020 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN

domingo, 5 de julho de 2020

Coronavírus – Confronto Agora ou no Caos?

Por Sidney Caicó*

O Brasil em breve será pressionado pelas Autoridades Internacionais para que adote medidas mais rígidas para controlar o número excessivo de mortes causadas pela Covid 19 e para desacelerar a velocidade da transmissão. Esse tipo de pressão é possível quando outras Nações fazem seus deveres de casa e outras são negligentes com os acordos e orientações emanadas através das Instituições de Políticas Internacionais.

Mas, então por qual motivo as Autoridades Brasileiras podem ser advertidas ou até mesmo o Brasil possa sofrer Sanções Econômicas?

Em pouco menos de 4 meses o Brasil atingiu a crescente marca de 1.000.000 (um milhão) de pessoas infectadas pela Covid 19. A questão não é o número de infectados, mas o número de famílias enlutadas, crianças órfãos, a desestruturação familiar, econômica e com seus entes sofrendo uma forte angustia psicológica e espiritual. Muitas estão vivendo um momento de grande desolação.

Em termos matemáticos e lógicos o Brasil tem mais de 200 milhões de habitantes e diante das projeções, se no mínimo 10% das pessoas forem infectadas, muito mais irão morrer em meio das 20 milhões. Logo, diante das projeções que atingirá a escura realidade com mais de MEIO MILHÃO DE BRASILEIROS e BRASILEIRAS, MORTOS E MORTAS, em um curto espaço de tempo. Em 03 de março de 2020 o Brasil registrava menos de 400 pessoas sepultadas por causa da doença. Então, continuando na rota de colisão com o caos, o Brasil antes mesmo de um 1 ano sepultará mais de 150 mil Brasileiros e Brasileiras, entre os 3 milhões dos 208 milhões de habitantes que ainda estão na mira do Coronavírus nos próximos meses, sem contar os estrangeiros refugiados e residentes no País

Com a abertura gradual do comércio os Empresários e funcionários Públicos que representam o Estado Democrático devem assumir essa responsabilidade de usar as palavras que ninguém gosta de ouvir quando as pessoas estão sendo advertidas e notificadas por deixarem de fazer o que é certo fazer agora. Advertir é orientar de forma mais clara e informando que se a pessoa insistir em fazer diferente do que determinam as Leis e Decretos poderão ser punidas enquanto AS NOTIFICAÇÕES devem ser encaminhadas através de Relatórios por um SISTEMA INFORMAÇÃO apenas para esse fim e o Ministério Público determina a multa ou dias de fechamento do estabelecimento.

Isso tem que ser para agora! Qual Empresa ou Grande Investidor vai investir seu Capital e trabalho em um país que está em rota de colisão com o caos. Os investidores estão sendo afugentados. Qual desses irá investir em um País no qual ALGUMAS “autoridades” roubam os cofres públicos em um momento que o seu povo está sendo enterrado e mais de 1.000 (Mil) continuam morrendo todos os dias sem poderem ser atendidas dignamente por um Sistema de Saúde Público que até o presente momento permanece sucateado por causa da Corrupção? Os Grandes Investidores querem pagar salários para os trabalhadores e não para manter os cofres dos Corruptos cheios.  As Instituições que defendem os interesses das Autoridades Internacionais sabem que os corruptos têm dois olhos bem abertos e sabem que eles conscientemente roubam dinheiro destinado para Saúde e Educação do seu Povo.

Acorda Brasil! Acorda você que se diz Brasileiro ou Brasileira, mas que está contribuindo para que tudo continue uma zorra! Um eterno Carnaval! — Contribui sim! Quando você não está exercendo o Poder emanado pelo Estado, quando você deixa de observar Leis e Decretos que orientam sobre medidas preventivas contra o Coronavírus, quando você funcionário público nos escalões maiores do poder não exercem o Poder do Estado com medo de perder os seus Cargos e a confiança dos Governos, quando você que diz que é guia espiritual e não entrega a Mensagem Divina endereçada aos corruptos desse País.

Contribui Sim! Quando os Empresários e as Empresárias, quando as Igrejas, quando vocês Instituições deixam de ADVERTIR “SEUS CLIENTES”, para que sigam as normas de prevenção contra o Coronavírus, agindo com indiferenças, negligentes! — Contribuem para instalar o caos que está bem próximo de vocês. Deixem que os cegos tropecem, mas é inadmissível que os seus saudáveis olhos não vejam.

Muitos serão infectados! Então o que fazer? Isso é o que o Povão está pensando nas ruas.

— Está assim! Vai continuar assim? Isso por ser o Brasil um Estado Democrático? Então, “sendo democrático” eleja pessoas para Gerenciar essa crise com força e poder de um Estado Democrático que se preocupe sempre com o presente, com seu futuro, com o bem-estar da Nação. Precisamos muito mais agora, nesse presente, de um Estado forte do que de um País Democrático sem pessoas que zelem pela própria democracia, e que ainda diante das mortes dos seus compatriotas encontram tempo entre as sepulturas para saquear os cofres públicos.

Quanto tempo mais o povo acreditará que existe dinheiro suficiente para manter todos em um eterno carnaval. O momento não é de ter medo de atirar no pé. O momento é de utilizar a força que o Estado tem tentando atingir o alvo, contudo deixando de fazer o que é certo fazer agora, amanhã pode ser que queiram acertar nas suas testas.

Usar os Poderes que o Estado tem depois que o Brasil atingir o caos é por em risco uma Democracia que custou suor e sangue. Ninguém idealizou a Democracia sem deixar de, se possível for, usar a Força do Estado Democrático. Exigir a mudança de comportamentos por parte da população para que sigam as novas regras agora é fundamental. Deixar para depois e só então adotar medidas mais rígidas é colidir com o caos. A democracia não é construída vendando os olhos das pessoas, mas abrindo-os, sendo assim enxergam que existe um bem maior.

Tenha em vista que para conter as grandes massas de pessoas desempregadas, sem dinheiro, sem saúde, sem o suporte de uma boa educação, muitas lamentando e enlutadas por seus entes queridos, somadas aos muitos funcionários públicos desmotivados e com salários atrasados, na tempestade de uma economia quebrada, então restará nesses tempos o caos e às intervenções militares.  Para que isso não venha acontecer OS BRASILEIRIOS E BRASILEIRAS DEVEM SER CONFRONTADOS E CONFRONTADAS AGORA PELAS AUTORIDADES COMPETENTES para que façam o que deve ser certo fazer agora.

Empresários e as Empresárias, Instituições Públicas ou Privadas devem ser os maiores responsáveis por tudo que venha acontecer no Brasil, pois têm olhos que enxergam tudo ao contrário do Povão que anda com olhos vendados. O Povo Brasileiro no meio da pandemia do Coronavírus parece ovelhas entre os lobos guiadas por um pastor cego.

Sendo assim, sem esta atitude de confronto contra o mal agora, a colisão do Brasil com o caos é inevitável e todos e todas, além das covas cavarão trincheiras.

*Texto construído, exclusivamente, por Sidney Caicó – colaborador de Assessorn.com

LEIA TAMBÉM DO AUTOR:

- Coronavírus; da Incubação à Confusão

- Junta Médica da Polícia Militar do RN preocupa policiais do Interior do Estado por serem convocados para levarem exames de saúde à capital do Estado

- Um avião sem piloto e passageiros que desobedecem regras de segurança   

- Novo coronavírus: Do Prego ao Parafuso, diálogo na fila de espera

Responsabilidade social deve ser exercício de todos

- Coronavírus: “Do Pó Viestes, ao Pó Voltarás”

- O Comportamento é Essencial para o Consumidor

- A Grande Desaceleração

- Coronavírus: As teses que podem definir o fim da guerra

- A importância do isolamento social: dicas para manter o Coronavírus longe de sua casa

- Coronavírus – Brasil ameaça o Mundo?

©2020 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN

quinta-feira, 2 de julho de 2020

AHayá realiza edição virtuá mantendo a essência das tradições nordestinas

O AHayá Virtuá acontece dia 11 de julho, em formato de live, com 8 horas de transmissão

Vai ter AHayá sim! A pandemia do Corona Vírus afetou diretamente todos os setores da economia e mudou a nossa forma de viver em sociedade, mas a tradição das festas de São João permanece viva, e no mês de julho ainda teremos arraiá, ou melhor, AHayá Virtuá! Com realização da HD Produções e coprodução das produtoras, BaseB Cultura&Entretenimento, DALE! Produções Culturais e Maquinara - cumprindo todas as determinações de segurança - o AHayá Virtuá acontecerá no dia 11 de julho, em formato de live, com 8h de transmissão.

O AHayá Virtuá levará a essência das tradições nordestinas à casa dos telespectadores com uma programação super especial! A apresentação será de Haylene Dantas e Rodrigo Bico, e entre as atrações estão a Companhia Caçuá de Teatro de Mamulengo (Currais Novos -RN) com atividade recreativa junina voltada para o público infantil (em especial grupos autistas), forró pé de serra com Nida Lyra e Forró do Severo (Mossoró – RN), Khrystal, Chico César, e no after a discotecagem do DJ Opa Bruno. 

A transmissão contará com linguagem em libras, ações promocionais para os inscritos no canal, e contrapartida social, através das doações via QR Code, para a APAARN (Associação dos pais e amigos dos autistas do Rio Grande do Norte) e para os profissionais da cultura afetados economicamente pela pandemia.

O público amante das tradições juninas já pode preparar o traje matuto, se inscrever no canal Nosso São João e seguir o perfil @ahayaderua no Instagram para ir entrando no clima e ficar por dentro de todas as novidades.

O AHayá tem patrocínio da Prefeitura do Natal, através da Lei Djalma Maranhão e incentivo da Unimed Natal.

SOBRE O AHAYÁ

O AHayá surgiu em 2017 focado na preservação e reinvenção da memória cultural do arraiá popular de rua, promovendo uma festividade de acesso gratuito dedicada à celebração dos laços comunitários através dos tradicionais símbolos juninos, sendo realizado como uma iniciativa independente em suas três edições anteriores.

SERVIÇO

AHayá Virtuá

11 de julho, sábado, a partir das 18h

Transmissão: YouTube - Canal Nosso São João

https://www.youtube.com/channel/UC5jG3zTQxxN6u-utyl6EtaQ

Mais Informações: @ahayaderua

Luciana Oliveira

Assessora de Imprensa

luciana@sollarcomunicacao.com.br

Imagem relacionada à divulgação

©2020 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN


quarta-feira, 1 de julho de 2020

Live com Padre Nunes nesta quarta na Rádio 91.9 FM

Nesta quarta-feira, 01 de julho, a Rádio 91.9 FM Natal promove a live “Padre Nunes – sintonia do bem”. A transmissão vai acontecer a partir das 19h30, pelo canal da emissora, no endereço: youtube.com/91fmnatal. A live pretende ser um momento de louvor e oração para toda a família, com mensagens de fé e esperança. No repertório, músicas já conhecidas na voz do padre Nunes, como “Qual é a chave?” (Adriana Arydes) e “Noites traiçoeiras” (Padre Marcelo Rossi).

Serviço:

Live “Padre Nunes – sintonia do bem”

01 de julho, às 19h30, por meio do canal youtube.com/91fmnatal

Mais informações:

Edvanilson Lima – organização da live – (84) 99118-0782

Sobre Padre Nunes

O padre Nunes é sacerdote da Arquidiocese de Natal, atuando como pároco da Paróquia de Nossa Senhora Aparecida, em Neópolis, além de ser o diretor da Rádio 91.9 FM Natal. Desde a infância, padre Nunes já tinha relação com a música, mas foi quando já era pároco em Neópolis, que surgiu a ideia de evangelizar através da música. Conhecido pelas missas de cura, que levam milhares de fiéis, todos os meses, até a matriz de Nossa Senhora Aparecida, em 1998, o sacerdote gravou o primeiro CD. Atualmente, já são três CD’s gravados. Padre Nunes realiza shows na capital, interior do Rio Grande do Norte, além de outros estados, levando mensagens e canções de fé. Ele é conhecido como o padre que arrasta multidões.

Sobre a Rádio 91.9 FM

A Rádio 91.9 FM é a emissora da Arquidiocese de Natal, com mais de 60 anos de história. Iniciou no AM, mas está no FM há mais de dois anos. A programação da rádio é voltada para a informação, prestação de serviço, entretenimento e evangelização. Na grade, são programas jornalísticos, musicais e oracionais, além de transmissões de missa. O carro chefe é o programa “Sim à vida”, apresentado pelo Padre Nunes e levado ao ar de segunda sexta-feira, das 09h às 11h. A Rádio conta com o Clube do Ouvinte, responsável por manter toda a programação religiosa da emissora.

Arquidiocese de Natal

Assessoria de Comunicação

Fone: (84) 99675-7772

Imagem relacionada à divulgação

©2020 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN

sábado, 27 de junho de 2020

Destinação do IRPF pode ajudar crianças e adolescentes com câncer; Confira mais no Boletim Semanal da Durval Paiva

BOLETIM SEMANAL

IMPOSTO SOLIDÁRIO

O prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda 2020 termina no dia 30/06, mas ainda dá tempo de ser solidário e ajudar crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social. A Casa Durval Paiva está desenvolvendo o projeto “Arte Viva: Conhecendo e vivendo sem as drogas”, patrocinado pelo COMDICA, com recursos do Fundo para a Infância e Adolescência (FIA). Para viabilizar o financiamento de projetos como esse, basta destinar até 3% do seu IRPF para o FIA. Confira o passo a passo: https://bit.ly/2YxmNbZ

MOBILIÁRIO URBANO

A campanha dos 25 anos da Casa Durval Paiva ganha as ruas de Natal, agora por meio dos mobiliários urbanos. Essa é uma forma de convidar todos a celebrarem a vida, na busca permanente pela cura de crianças e adolescentes com câncer.

VOCÊ SABIA?

A classe domiciliar/hospitalar da Casa Durval Paiva foi implantada em 1998, na perspectiva de minimizar as perdas educacionais ocasionadas pelo afastamento escolar, decorrentes do tratamento, e de promover sempre uma melhor qualidade de vida para os alunos-pacientes.

FILTRO 25 ANOS

Você também pode celebrar a vida junto com a Casa Durval Paiva, mesmo sem sair de casa, basta usar o filtro dos 25 anos no Instagram (https://bit.ly/3e2Lt1z). Essa é mais uma forma de abraçar a causa e ajudar a difundir a luta contra o câncer infanto juvenil.

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO

A Casa Durval Paiva será beneficiada pelo título de capitalização da modalidade filantrópica premiável lançado pela Mapfre. O título Doacap custa R$ 10,00 e o prêmio líquido será de 100 mil reais, com sorteios mensais. O primeiro vai acontecer no dia 15/07. O título já pode ser adquirido pela internet no endereço http://doacap.mapfre.com.br/casadurvalpaiva/

CUIDAR É PRECISO

O setor de fisioterapia da Casa Durval Paiva atende as crianças e adolescentes com câncer e doenças hematológicas crônicas que tenham comprometimentos musculoesqueléticos, sequelas funcionais e necessitem de algum tipo de reabilitação física.

Casa de Apoio à Criança com Câncer Durval Paiva

Assessoria de Comunicação

Sandra Cerqueira

Assessora de Imprensa

(84) 99981-3474/ 99622-4544

Imagens relacionadas à divulgação

©2020 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN

quinta-feira, 25 de junho de 2020

Coronavírus; da Incubação à Confusão

Por Sidney Caicó*


— Após os 14 dias de isolamento você pensa que não está mais doente da Covid 19?

— As pessoas assintomáticas estão doentes da Covid 19 ou estão curadas?

A CONFUSÃO – No Brasil, possivelmente nos países com menores investimentos nas áreas de Educação e Saúde, as pessoas estão pensando que após o isolamento de 14 dias estão curadas da Covid 19.  No Brasil as pessoas estão pensando que após o período de incubação do Vírus, sem que desenvolvam os sintomas referentes à Covid 19, sinaliza que não mais transmitem o vírus e que estão Curadas da doença.

— Como realmente as pessoas sabem que estão doentes e infectadas pela Covid 19? Como sabem se estão curadas da Covid 19? Como sabem que não mais transmitem o Vírus, mesmo que estejam assintomáticas ou após o período de isolamento?

— VOCÊ PRECISA ENTENDER bem o que é o tempo de incubação do Coronavírus e o verdadeiro motivo que JUSTIFICA que as pessoas permaneçam no isolamento por 14 dias quando sentem os sintomas ou quando são diagnosticadas com a Covid 19.

Tentarei ser objetivo para repassar essa informação que AS AUTORIDADES PÚBLICAS E DEMAIS CIENTISTAS não estão repassando para população de uma forma clara e por FALTA DE PROPAGANDAS EFETIVAS NA MÍDIA causam uma confusão generalizada.

— CONSEQUÊNCIAS: mais tempo para que os Índices de Transmissibilidades sejam reduzidos. Quando as pessoas pensam que não estão doentes e apenas assintomáticas aumentam ainda mais a velocidade de propagação do Vírus e o aumento da Taxa de Ocupação de UTIS.

O organismo de uma pessoa considerada ASSINTOMÁTICA é considerado doente da mesma forma que o organismo de uma pessoa que soube estar infectada por Covid 19 através de resultados de exames. Essas pessoas, mesmo após o período de incubação do Coronavírus, CONTINUAM DOENTES quando não recebem os cuidados médicos necessários. A consequência disso é continuar transmitindo o vírus ainda de forma exponencial sem que sejam mais detectadas.

— A DOENÇA: A partir do momento que o Coronavírus entra na primeira célula a pessoa está doente por Covid 19, independente da presença de sintomas ou não.

O Novo Coronavírus ao entrar no organismo busca ocupar o lugar das células humanas fingindo-se de bom hóspede. Para morar na celula entra enganando-a, pois possui proteínas nas suas vestes que servem de chaves que abrem portas através da parede celular. Mas, ao entrar domina o espaço intracelular, passa a fazer cópias de si mesmo, para aumentar seus exército e conseguir entrar em todas as células possíveis.

— A REAÇÃO: O organismo combate a doença atacando o vírus com seus anticorpos para que a doença não afete todas as células e dessa forma tenta evitar a falência generalizada.

— A INCUBAÇÃO DO CORONAVÍRUS: É o tempo que o Coronavírus  precisa para entrar nas células humanas entre o primeiro dia que a pessoa é contagiada (“engole o vírus”) e os próximos 14 dias seguintes. É o tempo que o vírus está ATIVO batendo nas portas da membrana celular, perfurando uma janela, ao mesmo tempo lutando para sobreviver contra os ataques dos anticorpos. Ao contrário de outros Coronavírus, nesse estágio de incubação, o Novo Coronavírus é transmitido de uma pessoa para outra de forma exponencial desde seu primeiro dia na nova morada, antes mesmo do organismo apresentar sintomas.

— UTILIDADE para justificar o ISOLAMENTO da pessoa por 14 DIAS: Durante o período de incubação a luta entre o Coronavírus e os Anticorpos é violenta. No campo de batalha Microbiomolecular os anticorpos mandam reforços e ao mesmo tempo o Coronavírus multiplica seu exército para conseguir o domínio de mais espaços celulares. Durante a batalha os esforços são maiores para combater um inimigo que é desconhecido, logo força a SUA MENTE emitir sinais de alerta. A mensagem é um pedido de socorro para conseguir reforços externos para que o ajude a combater seu inimigo; pois a CARGA VIRAL ESTÁ MAIS ATIVA E FORTE. Por volta do TERCEIRO e OITAVO DIA é o momento ideal para coletar amostras e detectar a presença do Vírus, POIS SEU RNA sujou a casa que agora faz morada, assim também é constatado que O NÚMERO DE ANTICORPOS ESTÁ BASTANTE ELEVADO.

As pessoas isoladas durante o período de incubação do Coronavírus não transmitem o vírus para outras dezenas de pessoas, pois durante o período de maior Carga Viral estão contidas em um único espaço e com pouquíssimas pessoas por perto. Consequentemente, recebendo cuidados médicos nos primeiros estágios da doença deixam de ocupar vagas hospitalares e tendem a não desenvolverem o quadro mais grave.

— OS RESULTADOS DOS TESTES que comprovam a presença da infecção causada pela Covid 19 no organismo possibilitam que as pessoas recebam cuidados médicos mais cedo. Sem cuidados médicos não existe cura, sem a cura o Vírus continua se multiplicando, quanto mais Vírus mais transmissões.

— A CURA: Sabendo disso, entre os 14 dias de incubação do Coronavírus, a pessoa precisa ser tratada com medicamentos para que o vírus perca forças e os anticorpos possam atacar o inimigo enfraquecido e que dessa forma possam expulsar o hóspede indesejado. Dessa forma também as pessoas assintomáticas precisam ser tratadas para que possam ser curadas. A cura da Covid 19 só pode ser constatada através de um novo exame ao final do período de isolamento.

— AS AUTORIDADES DO BRASIL precisam agir pensando como melhor informar o povo, COM INFORMAÇÕES CLARAS E PROPAGANDAS PRECISAS. Precisam evitar a progressão da doença para níveis mais graves, sendo assim, REDUZIRIAM AS TAXAS DE TRANSMICIBILIDADES E REDUZIRIAM AS TAXAS DE OCUPAÇOES EM UNIDADES DE TERAPIA INTENSIVAS QUE SEMPRES ESTÃO ACIMA DOS 70%.

*Texto produzido por Sidney Caicó – colaborador de Assessorn.com

LEIA TAMBÉM DO AUTOR:

- Junta Médica da Polícia Militar do RN preocupa policiais do Interior do Estado por serem convocados para levarem exames de saúde à capital do Estado

- Um avião sem piloto e passageiros que desobedecem regras de segurança   

- Novo coronavírus: Do Prego ao Parafuso, diálogo na fila de espera

- Responsabilidade social deve ser exercício de todos

- Coronavírus: “Do Pó Viestes, ao Pó Voltarás”

- O Comportamento é Essencial para o Consumidor

- A Grande Desaceleração

- Coronavírus: As teses que podem definir o fim da guerra

- A importância do isolamento social: dicas para manter o Coronavírus longe de sua casa

- Coronavírus – Brasil ameaça o Mundo?

imagem reproduzida da internet/

divulgação

©2020 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN

Caicoense vence edição digital do Laboratório Jabre de Roteiro de cinema

Ampliando o raio de suas ações, a edição 2020 do Laboratório Jabre de Roteiro contemplou roteiristas do Extremo Oriental do Nordeste: Alagoas, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Paraíba. Dez argumentos de cineastas desses estados foram selecionados para o Jabre, que aconteceu virtualmente, no período de 15 a 20 de junho.

Após uma semana de imersão, o caicoense Raildon Lucena foi o vencedor do Laboratório Jabre com o desenvolvimento do roteiro intitulado “Lives”, que fala sobre a solidariedade em tempos de pandemia de Covid-19. “Dance” de Jorja Moura (Recife/PE) ficou em segundo lugar e, “Cicatriz” de Felipe Guimarães e Raphael Barbosa, (Maceió/AL), em terceiro. O projeto vencedor terá suporte do Jabre para produção do filme.

Com o tema: “O mundo em Pandemia”, a edição deste ano selecionou argumentos que tenham como enredo o contexto atual e seus desdobramentos no cotidiano das cidades interioranas do Nordeste. As atividades foram conjuntas, privilegiando uma metodologia coletiva de criação, contando com a presença de facilitadores que mediaram o processo de construção dos roteiros em subgrupos.

Iniciado na Paraíba, em 2011, o Jabre é coordenado pelo cineasta Torquato Joel. O objetivo do projeto é descentralizar a linguagem de audiovisual, buscando contemplar prioritariamente pequenas cidades a partir de laboratórios que oferecem formação e apreciação em cinema, para estimular o surgimento e a capacitação de realizadores fora dos grandes centros de produção cinematográfica.

Em seu formato original, o Jabre acontece através da imersão dos participantes em local isolado para o desenvolvimento das atividades. “Entretanto, com a pandemia, optamos pela realização de uma edição especial virtual”, afirmou o coordenador do Jabre, Torquato Joel.

Por assessoria de Imprensa

Fotos relacionadas à divulgação

©2020 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN

quarta-feira, 24 de junho de 2020

Ministério entrega mais 4 ventiladores pulmonares para o RN

Estado conta agora com 163 equipamentos comprados e enviados pelo Ministério da Saúde para reforçar a assistência hospitalar no enfrentamento da pandemia

A rede pública de saúde do Rio Grande do Norte ganhou o reforço de mais 4 ventiladores pulmonares. O equipamento é indicado como suporte ventilatório em pacientes graves, infectados por COVID-19, que apresentem dificuldades respiratórias. Os equipamentos desembarcaram entre os dias 9 e 15 de junho, na capital Natal, e serão distribuídos pela Secretaria Estadual de Saúde, responsável por definir quais serão as unidades de saúde e os municípios que receberão os ventiladores pulmonares, conforme planejamento local.

Esta é a terceira entrega de ventiladores pulmonares para o estado do Rio Grande do Norte, que agora conta com 163 equipamentos para auxiliar a assistência hospitalar aos pacientes graves, infectados pela COVID-19, que apresentam dificuldades respiratórias. A compra e distribuição dos ventiladores é parte do apoio estratégico do Governo do Brasil no atendimento aos estados e municípios para o enfrentamento da pandemia. As entregas levam em conta a capacidade instalada da rede de assistência em saúde pública, principalmente nos locais onde a transmissão está se dando em maior velocidade. O Ministério da Saúde já entregou 4.435 ventiladores pulmonares para todos os estados e o Distrito Federal.

REFORÇO PARA RN

O Ministério da Saúde já comprou e enviou ao estado 1,7 milhões de itens, entre equipamentos e insumos, para o combate à pandemia da COVID-19. Além dos 163 ventiladores pulmonares, a pasta entregou 209,2 mil testes para o diagnóstico da COVID-19, sendo 123,3 mil testes rápidos (sorológico) e 85,8 mil RT-PCR (biologia molecular). O estado recebeu também 1,3 milhões de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs): 8,4 mil litros de álcool; 48,3 mil aventais; 387,9 mil luvas; 50,2 mil máscaras N95; 583,5 mil máscaras cirúrgicas; 10,4 mil óculos e protetores faciais; e 240,1 mil toucas e sapatilhas.

O Governo do Brasil entregou ainda medicamentos que ajudam no tratamento da COVID-19, como 61,6 mil doses de Oseltamivir e 136 mil doses de Cloroquina.

Também já foram habilitados pelo Ministério da Saúde 156 leitos de UTI no estado. O pedido de habilitação para o custeio dos leitos COVID-19 é feito pelas secretarias estaduais ou municipais de saúde, que garantem a estrutura necessária para o funcionamento dos leitos. O Ministério da Saúde, por sua vez, garante o repasse de recursos destinados à manutenção dos serviços. [Portal do Ministério da Saúde > Saiba mais]

Postagens mais recentes Postagens mais antigas Página inicial
Copyright © AssessoRN.com | Suporte: Mais Template