acesse o RN blog do jornalista João Bosco de Araújo [o Brasil é grande; o Mundo é pequeno]


sexta-feira, 27 de março de 2020

Festival Cultura em Casa leva a arte potiguar até você


O Festival Cultura em Casa é uma articulação do SEBRAE RN com artistas potiguares - com realização das empresas Atena Marketing e Conteúdo, Ama Produções Criativas e Green Point Produções – para levar a nossa cultura até a casa dos espectadores, durante o período de isolamento social devido a pandemia do COVID-19.

O festival terá diversas apresentações através de lives, a princípio de música, a partir da próxima segunda-feira, 30 de março. A iniciativa tem o objetivo de divulgar o talento dos artistas potiguares, promovendo uma integração entre eles e também com os seus públicos, gerando uma conexão potiguar por meio das plataformas digitais.

O SEBRAE apoia a iniciativa atuando no atendimento aos artistas, apoio na divulgação e facilitação das parcerias.

Vamos curtir e valorizar a nossa música, e fazer a nossa parte ficando em casa!

SERVIÇO

Festival Cultura Em Casa

Confira a programação:

30 de Março - Segunda-feira
18h30 - Sergio groove
19h - Camila Masiso e Diogo Guanabara
19h30 - Samara Alves

31 de Março – Terça-feira
18h30 - Jubileu Filho
19h - Carol Benigno
19h30 - Valéria Oliveira

01 de abril – Quarta-feira
18h30 - Jaime Lourenço e Eli Cavalcante
19h - Zé Hilton do Acordeon
19h30 - Khrystal
Luciana Oliveira
Assessora de Imprensa
luciana@sollarcomunicacao.com.br
(84) 98728-0813
Imagem relacionada à divulgação


©2020 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN

Void3D produz máscaras de proteção para doar a instituições e profissionais de saúde

Em campanha contra o COVID-19, Startup da Inova Metrópole já doou mais de 160 equipamentos, feitos com impressoras 3D

Em gesto de solidariedade com os profissionais de saúde que se empenham na contenção e tratamento de pessoas com o novo Coronavírus (Covid-19), empresários da Void3D – startup potiguar especializada na confecção de produtos por impressão 3D – estão fazendo doações de máscaras para proteção antivírus.

A empresa, vinculada à Inova Metrópole, incubadora sediada no Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN), reservou suas 10 impressoras para a confecção das máscaras e levanta uma campanha para que toda a população ajude por meio da doação de valores que deem suporte à iniciativa. Para participar, o interessado poderá se cadastrar por meio deste link.

“A Void3D está disponibilizando toda sua infraestrutura para a confecção dessas máscaras e pede o auxílio de todos para que continuemos com as doações”, comenta Arthur Andrade, diretor da Void3D. As máscaras são feitas para serem usadas em conjunto com a versão de tecido, de modo a evitar que gotículas de saliva cheguem ao rosto de quem a usa.

Até o momento, a startup já conseguiu produzir pouco mais de 160 máscaras de proteção. Esses produtos estão sendo confeccionados com o apoio de profissionais de saúde especializados, de maneira a aumentar sua eficiência na proteção do usuário contra a propagação do Coronavírus. Ao longo da semana, mais aprimoramentos serão feitos para aumentar ainda mais a eficácia dos equipamentos.

Segundo Arthur Andrade, a ação contemplará diferentes instituições de saúde da capital, como os hospitais Giselda Trigueiro e Walfredo Gurgel, além de maternidades e profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

A impressão das máscaras também conta com o apoio de outras instituições, como a BlinDog – startup da Inova Metrópole especializada na criação de produtos para cachorros cegos –, laboratórios da UFRN e demais pessoas que utilizam essa tecnologia em casa.

Respiradores
Além das máscaras de proteção, os empreendedores também estão pesquisando formas imprimir respiradores – itens essenciais para tratar de casos graves do Covid-19.

Esse trabalho está sendo desenvolvido em parceria com pesquisadores da UFRN, que se empenham no estudo e desenvolvimento desses equipamentos via impressão 3D.

“Como essa parte da iniciativa ainda está em fase de pesquisa, decidimos circular somente as máscaras, até o momento. Mas acreditamos que é somente uma questão de tempo para que esses respiradores estejam prontos e circulando”, explica Andrade.
Assessoria de Comunicação do Instituto Metrópole Digital da UFRN
Foto relacionada à divulgação

©2020 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN

Empresa promove plantão de dúvida gratuito para empreendedores

Através de e-mail e Whatsapp consultores aconselham, gratuitamente, durante pandemia do novo coronavírus

Para tentar diminuir o número de contágios e proteger a população da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), as autoridades tomaram medidas que reforçam o isolamento social. No Rio Grande do Norte, shoppings foram fechados e o comércio de rua também sente o impacto. Para auxiliar os empreendedores preocupados com a crise que se anuncia, a empresa Rui Cadete Consultores criou um plantão gratuito para esclarecimento de dúvidas e aconselhamento relacionados à contabilidade.

“A iniciativa surgiu da necessidade de contribuirmos com todas as empresas nesse momento difícil, sabemos que precisamos unir forças para sairmos fortalecidos, então resolvemos assumir a linha de frente para ajudar às empresas, assim como os médicos estão para ajudar as pessoas que apresentam sintomas”, explica Daniel Carvalho, contador e sócio da Rui Cadete Consultores.

Plantão

O plantão já está em funcionamento desde a última sexta-feira (20) e funciona através do e-mail apoio@ruicadete.com.br e do WhatsApp (84) 98186-2992. Os empreendedores que tiverem alguma dúvida ou precisarem de um aconselhamento sobre como prevenir os negócios dos impactos econômicos provocados com a Covid-19, podem entrar em contato por meio desses canais, que será atendido gratuitamente pelos especialistas da maior empresa de contabilidade do estado.

“Já tivemos alguns questionamentos neste primeiro fim de semana de funcionamento. As principais dúvidas que estão surgindo dos empreendedores são sobre as relações de trabalho, pagamento de tributos e financiamento de bancos”, comenta Daniel. [por assessoria de imprensa]

©2020 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN

quarta-feira, 25 de março de 2020

Startups oferecem aplicativos de entrega para usuários superarem quarentena sem riscos


Empresas da incubadora Inova Metrópole aumentam ritmo de trabalho para atender demanda por delivery para supermercados, conveniências, petshops e outros

A quarentena imposta à população em função do novo Coronavírus (Covid-19) gera um desafio aos cidadãos: como adquirir produtos de primeira necessidade sem prejudicar a tentativa de barrar o avanço da epidemia? Startups da incubadora de empresas Inova Metrópole, do Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN), estão tentando contribuir para dar uma solução a esse problema. Essas empresas decidiram atuar de maneira intensiva para ajudar as pessoas nesse contexto e conectar, por meio digital, vários setores do comércio aos consumidores. Elas trabalham em áreas como as de supermercados, lojas de conveniência, vestuário e petshops, proporcionando pedidos online e serviço de delivery.

Um exemplo disso é o caso da iFeira, empresa potiguar que desenvolveu um aplicativo para entrega de produtos de supermercado. Segundo Viviane Aragão (à direita na imagem acima), CEO da startup, a empresa aumentou o seu número de estabelecimentos cadastrados, de maneira a atender uma maior quantidade de pessoas que demandam por alimentos e demais itens de supermercados e mercados.

“A demanda cresceu muito e estamos trabalhando para inserir mais estabelecimentos em nosso aplicativo. Apesar do delivery estar naturalmente mais lento, estamos conseguindo fazer as entregas em um prazo relativamente mais curto do que em outros aplicativos”, comenta Aragão.

A iFeira está atendendo a quase todas as áreas de Natal, com exceção da Zona Norte, onde ainda não possui estabelecimentos cadastrados à sua plataforma, apesar de a empresa já estar tentando suprir essa lacuna. Além disso, os empreendedores estudam formas de abranger ainda mais o atendimento na área metropolitana da Grande Natal, prospectando mercados e comércios de Parnamirim e Macaíba.

Qualquer interessado em se credenciar à plataforma poderá entrar em contato com a CEO da empresa, Viviane Aragão, e seguir os trâmites de inserção no aplicativo.

De acordo com ela, o iFeira apresenta como diferencial nesses tempos de crise epidemiológica a flexibilidade e a territorialidade de sua ferramenta tecnológica, o que permite à empresa realizar ajustes em tempo real, de acordo com a necessidade dos estabelecimentos e comerciantes.

Bebidas e conveniências

Outra solução tecnológica que tem contribuído para o abastecimento e o andamento de pequenos comércios, lojas de conveniência e distribuidoras é o DrinkApp – aplicativo de delivery especializado em bebidas e produtos ofertados por esses tipos de estabelecimentos.

Segundo Álvaro Negreiros (imagem acima), diretor da startup, a empresa tem ampliado o seu atendimento a pequenos negócios nos últimos dias.

“Desde a última quinta-feira, atendemos a muitos proprietários de conveniências e outros pequenos comércios. Damos prioridade a eles porque a venda física nesses lugares está praticamente zero e nos preocupamos em oferecer uma segunda fonte de renda, que pague ao menos os custos de produção deles”, comenta Negreiros.

Do dia 19 de março até agora, o DrinkApp, credenciado à Inova Metrópole, já cadastrou 35 lojistas, sendo 15 oriundos de Natal (RN). Destes, destaca-se a Bebidas Natal, distribuidora local que realiza vendas diretas para o consumidor, mas que também abastece outros estabelecimentos.

“A entrada da Bebidas Natal na nossa plataforma vai ajudar bastante os comerciantes locais. Isso porque o atacado oferece produtos a preços mais baixos e qualquer um pode comprar deles de modo mais seguro, em casa, por meio do aplicativo”, aponta o diretor.

Além disso, sobre a venda de álcool – líquido ou em gel – a startup oferece aos seus comerciantes cadastrados a oportunidade de isenção da taxa de comissão, “de maneira a facilitar e aumentar a circulação desse produto na cidade. Pretendemos também estender isso a outros materiais de limpeza”, conta Álvaro Negreiros.

Pequeno Empreendedor

De acordo com Pedro Vasconcelos (à direta na imagem abaixo), um dos fundadores da VondME – empresa especializada no comércio digital local – o momento é de ajudar o pequeno empreendedor.

“Os grandes vão sobreviver, mas os negócios de menor porte não podem deixar de vender nesse período, se não vão quebrar. Ou esses comércios utilizam as formas de venda digital ou permanecerão fechados”, comenta Vasconcelos.

A VondME oferece a criação de vitrines virtuais, de maneira que qualquer negócio tenha espaço digital para vender e divulgar seus produtos e serviços. Contemplando áreas como a de vestuário, eletrônicos e petshops, além de outros tipos de produtos, a startup já percebe uma busca crescente por serviços de vendas online em Natal.

“Neste período de quarentena, estamos oferecendo taxas de comissão por venda mais baixas, de modo a incentivar o uso dessas tecnologias pelos comerciantes. Nos últimos dias, já percebemos uma crescente demanda por esse tipo de serviço”, comenta Pedro Vasconcelos.

Download

Tanto o iFeira como o DrinkApp e VondME estão disponíveis para download gratuito e utilização em sistemas operacionais iOS e Android, bastando, para isso, pesquisar pelo nome do aplicativo

· iFeira (Sistemas iOS ou Android)

· DrinkApp (Sistemas iOS ou Android)

· VondME (Sistemas iOS e Android)
Por ASCOM - IMD


©2020 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN

Dicas pedagógicas para colocar em prática convivência com as crianças no isolamento social


Diante das recomendações do Ministério da Saúde, referente à pandemia do COVID-19, foi necessária a suspensão de aulas presenciais nas instituições educacionais em todo o País. Essas medidas, pautadas com o objetivo de evitar aglomerações, despertam a necessidade entre os pais, de procurar alternativas para entreter os filhos durante essa fase de isolamento social. O que não é fácil, visto que a recomendação é a total reclusão, já que os espaços recreativos dos condomínios e da maioria das cidades (como parques e shoppings centers) também estão com as atividades suspensas.

Segundo a pedagoga Ádila Ferreira, a primeira orientação valiosa é que os pais procurem entender e organizar a rotina das crianças em casa. “Dentro da programação desta rotina é necessário estabelecer um tempo de qualidade para a realização de atividades com elas, utilizando principalmente o brincar e recursos lúdicos variados, para que esse período não seja desperdiçado pelos pequenos apenas em frente às telas do celular, tablet, videogame ou televisão” alerta a professora do curso de Pedagogia da Estácio Natal - unidade Zona Norte.

Ela ressalta que é importante proporcionar momentos afetivos e divertidos com as crianças.  “É possível traçar um roteiro com brincadeiras tradicionais e atividades que exigem o uso de objetos simples e materiais reutilizáveis, como caixa de papelão, garrafas pets, entre outros, que muitas vezes já se tem em casa”, orienta.

Algumas das opções são brincadeiras populares que fizeram parte da infância de muitos pais e que podem ser compartilhadas com os pequenos, principalmente porque aguça a criatividade e movimenta o corpo. Algumas delas são: as cantigas de roda, elástico, pular corda, cama de gato, estátua, batata quente, pés de lata, cabra cega, telefone sem fio, vai e vem, bolinhas de sabão, cabo de guerra, etc.

A professora acrescenta ainda que além das brincadeiras, é essencial aproveitar este período para ajudar as crianças no desenvolvimento da leitura. “Isso pode ser feito proporcionando momentos em família para ler, de preferência, livros de Literatura Infantil, contar histórias e até encenar com o uso de fantasias de personagens”.

Segundo Ádila, também podem ser realizadas variadas atividades lúdicas e artísticas, como confeccionar massinha de modelar caseira, jogo de boliche e de argola com garrafa pet, pintura com uso de tinta guache e esponja de cozinha e/ou algodão, roleta numérica com uso de prendedores de roupa, tela para pintura com papelão, jogo da memória, quebra-cabeça, caça palavras, trilhas, entre outros. “Durante esse ciclo de prevenção à transmissão do COVID-19, é fundamental a união e proteção entre as famílias, fortalecendo os laços afetivos entre pais e filhos por meio da interação, do diálogo e da diversão compartilhada”, conclui. [por assessoria de imprensa]
Diante das recomendações do Ministério da Saúde, referente à pandemia do COVID-19, foi necessária a suspensão de aulas presenciais nas instituições educacionais em todo o País. Essas medidas, pautadas com o objetivo de evitar aglomerações, despertam a necessidade entre os pais, de procurar alternativas para entreter os filhos durante essa fase de isolamento social. O que não é fácil, visto que a recomendação é a total reclusão, já que os espaços recreativos dos condomínios e da maioria das cidades (como parques e shoppings centers) também estão com as atividades suspensas.

Segundo a pedagoga Ádila Ferreira, a primeira orientação valiosa é que os pais procurem entender e organizar a rotina das crianças em casa. “Dentro da programação desta rotina é necessário estabelecer um tempo de qualidade para a realização de atividades com elas, utilizando principalmente o brincar e recursos lúdicos variados, para que esse período não seja desperdiçado pelos pequenos apenas em frente às telas do celular, tablet, videogame ou televisão” alerta a professora do curso de Pedagogia da Estácio Natal - unidade Zona Norte.

Ela ressalta que é importante proporcionar momentos afetivos e divertidos com as crianças.  “É possível traçar um roteiro com brincadeiras tradicionais e atividades que exigem o uso de objetos simples e materiais reutilizáveis, como caixa de papelão, garrafas pets, entre outros, que muitas vezes já se tem em casa”, orienta.

Algumas das opções são brincadeiras populares que fizeram parte da infância de muitos pais e que podem ser compartilhadas com os pequenos, principalmente porque aguça a criatividade e movimenta o corpo. Algumas delas são: as cantigas de roda, elástico, pular corda, cama de gato, estátua, batata quente, pés de lata, cabra cega, telefone sem fio, vai e vem, bolinhas de sabão, cabo de guerra, etc.

A professora acrescenta ainda que além das brincadeiras, é essencial aproveitar este período para ajudar as crianças no desenvolvimento da leitura. “Isso pode ser feito proporcionando momentos em família para ler, de preferência, livros de Literatura Infantil, contar histórias e até encenar com o uso de fantasias de personagens”.

Segundo Ádila, também podem ser realizadas variadas atividades lúdicas e artísticas, como confeccionar massinha de modelar caseira, jogo de boliche e de argola com garrafa pet, pintura com uso de tinta guache e esponja de cozinha e/ou algodão, roleta numérica com uso de prendedores de roupa, tela para pintura com papelão, jogo da memória, quebra-cabeça, caça palavras, trilhas, entre outros. “Durante esse ciclo de prevenção à transmissão do COVID-19, é fundamental a união e proteção entre as famílias, fortalecendo os laços afetivos entre pais e filhos por meio da interação, do diálogo e da diversão compartilhada”, conclui. [por assessoria de imprensa]


©2020 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN

terça-feira, 24 de março de 2020

Sindicato dos Bancários do RN fará doações de respiradores

Representantes do Sindicato dos Bancários do Rio Grande do Norte estiveram, nesta terça-feira (24), na Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) para levar ao conhecimento do secretário Cipriano Maia, que o sindicato vai fazer uma campanha junto a seus filiados para doação de respiradores. No momento da visita Cipriano Maia se encontrava reunido com uma equipe de médicos.

A chefe de gabinete da Sesap, Kátia Maria Queiroz Correia, e a secretária-adjunta do Gabinete Civil do Governo do Estado, Samanda Alves, receberam o diretor de Saúde, Robério Paiva, o diretor de Esportes, Leandro Werling e o diretor de Imprensa e Comunicação, Marcos Tinoco, do Sindicato dos Bancários onde foi colocado que o sindicato já dispõe de R$ 52 mil para a compra de respiradores, mas que a campanha será intensificada também a outros sindicatos.

"Estamos fazendo uma campanha pública de doações neste momento crítico que o mundo e o Brasil enfrentam. A iniciativa partiu da direção do Sindicato dos Bancários e é importante que outros sindicatos se mobilizem também para fazer doações. Vamos utilizar as redes sociais para mobilizar todos neste momento de crise na saúde", disse Marcos Tinoco, diretor de Imprensa e Comunicação do Sindicato dos Bancários do Rio Grande do Norte.
Assessoria de Comunicação Sesap

segunda-feira, 23 de março de 2020

A importância do isolamento social: dicas para manter o Coronavírus longe de sua casa


Ciclo de 14 dias em casa? Importância do Isolamento Social? 14 dicas para manter o Coronavírus longe da sua casa.

Texto de Sidney Caicó*

O período de incubação é o tempo entre a infecção pelo vírus e o aparecimento dos sintomas da doença. A maioria das estimativas para o período de incubação do COVID-19 varia de 1 a 14 dias e geralmente é de cinco dias. Isolamento Social é importante para evitar a propagação do vírus e detectar os infectados pela doença Covid 19 mais cedo.

A cada ciclo de 14 dias, a projeção de infectados pode ser reduzida se todos continuarem em suas residências. O Coronavírus vai perder forças, pois algumas pessoas podem contrair o vírus mais o organismo pode responder de forma diferente com menor agravamento do quadro de saúde. O nosso próprio corpo tem a capacidade de reação e por isso ficar em casa vai (EM TESE) proporcionar para que os casos com sintomas amenos possam ser resolvidos sem precisar de internação médica.

As autoridades também terão uma melhor visualização das áreas afetadas e podem assim fazer a contenção do vírus.

DICAS PARA PREVENÇÃO MESMO ESTANDO EM CASA:

1 - LAVAR SEMPRE AS MÃOS com sabão ou detergentes.
2 – Tomar banho após contato com o meio ambiente externo da sua residência.
3 - NÃO FAZER VISITAS aos parentes e amigos, nem aos seus vizinhos por pelo menos 15 dias. A cada visita passe 15 dias sem sair de casa. Exceto com relevante necessidade, use a rede social para conversar.
4 - NÃO VÁ aos sítios. Pessoas nas áreas rurais estão naturalmente isoladas SEM RECEBEREM pessoas que moram na cidade para prática do laser. VÁ apenas para ajudar as pessoas, use as máscaras, passe pouco tempo, evite o contato físico e retorne logo para suas residências. Permaneça mais 15 dias em sua residência, saía apenas por questões de necessidade.
6 – Assim que possível faça a limpeza do piso de sua residência todos os dias com pano umedecido com água/sabão, ou com água/água sanitária, ou com água/cloro, ou água/detergente, ou água/desinfetantes, ou com água/sal, (uma colher de sopa com sal para cada 10 litros).
7 - Casa com MAIS de 4 (quatro) pessoas lavar a casa a cada 3 dias (jogar água no piso), assim que possível.
8 – Casa com MENOS de 4 (quatro) pessoas lavar a casa a cada 5 dias (jogar água no piso), assim que possível.
9 – Usar sempre máscaras nos locais de trabalho. Evite o contato físico e observe a distância recomendada (no mínimo 1 metro entre cada pessoa)
10 – Lavar a calçada (quando circulam diariamente pessoas por ela) a cada 3 dias no mínimo. Faça em horários com menor incidência de calor, apenas jogar a água, evite esfregar.
11 – Os banheiros também devem ser desinfetados com água/sabão, ou com água/água sanitária, ou com água/cloro, ou água/detergente, ou água/desinfetantes, ou com água/sal (uma colher de sopa com sal para cada 10 litros), Todos os dias, após uso.
12 - Calçados - quando utilizar lavar, desinfetar todos os dias, e sempre que sair na rua.
13 - Coloque 1 colher (sopa) de sal para um 1 litro de água e jogue todas as noites nos ralos.
14 - Pessoas que já estão gripadas (gripe comum) devem permanecer no isolamento, pois seus organismos estão com baixa imunidade.

ATENÇÃO- SÃO ESSES PRIMEIROS 30 DIAS QUE IRÃO REDUZIR A PROLIFERAÇÃO E AMENIZAR A GRAVIDADE DA DOENÇA .

A PREVENÇÃO DURANTE OS 120 DIAS PODERÁ FAZER A CONTENÇÃO E CONTROLE DA PANDEMIA. NÃO É UM ASSUNTO LOCAL, A PANDEMIA É MUNDIAL E MUITAS PESSOAS ESTÃO MORRENDO, PRINCIPALMENTE EM PAÍSES E LUGARES ONDE A SAÚDE PÚBLICA NÃO TEM CONDIÇÕES DE TRATAR TODOS OS CONTAMINADOS.

*Sidney Caicó, autor do livro O tesouro de Sant’Ana / Colaborador de Assessorn.com 

©2020 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN

sábado, 21 de março de 2020

Coronavírus – Brasil ameaça o Mundo ?

Por Sidney Caicó*

As primeiras medidas de prevenção contra o novo Coronavírus estão decretadas em muitos Estados e municípios da Federação do Brasil. A decretação de “Situação de Emergência” está oficialmente em vigor, contudo os brasileiros sentem dificuldades para cumprir as recomendações, principalmente quando precisam utilizar o transporte público.

A superlotação no transporte público não acontece de hoje, mas há décadas, tendo em vista o aumento de número de pessoas que precisam utilizar meios de transportes para percorrerem vários quilômetros até seus locais de trabalhos, hospitais e supermercados. A superlotação persiste tendo em vista que os Governos deixaram de modernizar e aumentar proporcionalmente suas frotas. Agora em 2020 é este um ponto crucial dos principais motivos da logística para fazer a devida prevenção contra o Coronavírus: precariedade do transporte público e consequentemente da mobilidade urbana.

A falta de uma cultura que mostre como o povo brasileiro tome atitudes que visem o bem de outrem também é um fator que pode ajudar a doença Covid 19 atingir o ápice do gráfico mais cedo. O povo brasileiro é um povo extrovertido e gosta de fazer tudo em tom de festas, por vezes perde o bom senso e deixa de compreender que o show precisa parar para a realidade tomar conta da vida.   

Agora é momento de refletirmos o que está acontecendo no mundo:

• Fronteiras estão fechadas nos países onde os índices de desenvolvimento humano são considerados os melhores em decorrência da presença do Coronavírus.
• A Igreja no Vaticano suspendeu suas Celebrações Eucarísticas em todo o mundo para evitar aglomerações de pessoas e desfazer ambientes propícios a proliferação do Coronavírus.
• O mercado financeiro internacional está em queda e pode provocar uma crise maior do que as que já aconteceram nos últimos dez anos e desde a “Quebra da Bolsa em 1929”. Para evitar outro acontecimento parecido os Países atingidos pelas consequências do novo Coronavírus estão protegendo suas economias injetando nas ruas pacotes econômicos com trilhões de dólares.
• As trocas de mercadorias e serviços são afetadas nos próximos 60 dias; o comércio precisa girar para manter a engrenagem funcionando. O Estado precisa das pessoas pagando impostos, pagar com uma mão e receber com a outra.
• O Brasil tem dimensão continental. É vizinho da maioria dos Países da América do Sul, isolado pelo mar com a Europa, mas aberto aos vizinhos por terra.
• Observe que o Brasil é visivelmente maior do que os Países da Europa juntos e que já foram afetados pela Covid 19 desde os primeiros momentos e que continuam com dificuldades para barrar a pandemia.
• Perceba que cada País do Continente Europeu é um Estado Governado por um Presidente, com recursos, verbas e autonomia, todos independentes, e por isso isolam o vírus com mais rapidez. Suas fronteiras são menores do que as do Brasil.

Podemos perguntar: Quantos estados brasileiros têm recursos próprios para combater o novo Coronavírus ? Quantos Países fazem e controlam suas fronteiras com o Brasil?

Pode o Brasil ter muito dinheiro em caixa, mas a lógica é que todos os Estados estejam sintonizados na mesma frequência. O problema a priori não é a falta de recursos econômicos, mas como os Governantes irão utilizar esses recursos e como os brasileiros irão se comportar nos próximos 60 dias diante das recomendações que precisam ser cumpridas para assim barrar o avanço do Coronavírus.

As pessoas precisam olhar para o próximo e pensar que podem salvar vidas, podem salvar as outras pessoas. Precisam acreditar que existe um mal, mesmo invisível, e que precisa ser combatido com atitudes que realizem o bem para com o próximo. Pessoas idosas e crianças podem sofrer muito em Países reconhecidos por suas desigualdades sociais.

O novo Coronavírus não se originou no Brasil, de quem é a culpa? Porém, o Brasil convive de forma pacífica e amistosa com seus vizinhos e com Países Europeus também, esses Países estão efetivando e aplicando suas medidas sanitárias. O Brasil, seu povo, precisa fazer o mesmo também e rápido, os próximos 60 dias são imprescindíveis para ações assertivas contra o vírus causador da Covid 19.

O mundo depende do posicionamento efetivo, concreto, de boa fé, dos brasileiros e das brasileiras diante dessa pandemia mundial. O Coronavírus deve ser combatido,  precisa ser controlado, e rápido.

Agindo assim, o mundo espera mais do que um ato de sobrevivência, precisa de um ato de humanidade e de amor para com o próximo.

*Sidney Caicó é autor do livro O tesouro de Sant’Ana

©2020 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN

Hidratação e cuidados com o garrafão de água devem ser redobrados durante pandemia


A pandemia do Covid-19 (Novo Coronavírus) chegou transformando radicalmente o cotidiano de toda a população. No Rio Grande do Norte são mais de 100 casos suspeitos e, o que previne a doença, além do isolamento social recomendado pelas autoridades de saúde, são hábitos básicos de higiene e cuidados com a saúde. Um desses cuidados é manter a hidratação em dia.

“A manutenção da hidratação tem a finalidade de evitar que durante a resposta inflamatória no organismo, que corresponde a sintomas como: febre, dor no corpo e dor de cabeça por exemplo, leve a perda de líquidos de dentro dos vasos sanguíneos, ocasionando uma desidratação”, explica a bióloga e pesquisadora Ariadne Lima. Manter o corpo hidratado aumenta a imunidade e pode prevenir até a entrada de vírus pelo nariz, por exemplo.

Diante dessa necessidade de ficar mais atento para beber água, o consumo deve aumentar em casa e o ideal é que essa água consumida seja a mineral natural. “A água mineral é diferente daquela que vem da torneira e do filtro. Isso porque, a água mineral possui em sua composição íons, minerais como o magnésio, cálcio, sódio e potássio, e nutrientes essenciais para o corpo. Essa combinação de elementos em sua composição faz da água mineral ideal para o consumo regular”, afirma Ariadne.

Mensalmente, 70 milhões de litros de água mineral são engarrafados, conforme dados do Sindicato da Indústria de Cervejas, Refrigerantes, Águas Minerais e Bebidas em Geral do Rio Grande do Norte (Sicramirn). E a indústria está preparada para o possível aumento da demanda com a mudança de comportamento da população em precisar ficar mais em casa, e só sair apenas em casos especiais.

“Estamos atentos ao cenário nacional e local e, neste momento, buscamos proteger os colaboradores do setor e abastecer a população com água mineral de forma eficiente e higiênica”, comenta Djalma Cunha, presidente do Sicramirn. Apesar de todos os cuidados da indústria com o garrafão, é muito importante que o consumidor redobre a atenção com a limpeza correta do garrafão.

O ideal para limpar o vasilhame é iniciar o procedimento com água e sabão. Com uma esponja o consumidor deve lavar toda a parte superior e não apenas o gargalo. Quando finalizar este procedimento, deve-se secar com um pano limpo e seco e, por fim, passar álcool para, só depois, poder utilizar. “É importante que se tenha uma esponja ou panos higienizadores exclusivos para limpar o garrafão e não utilizar uma esponja já em uso, como a de lavar louça, por exemplo”, recomenda a bióloga.

Além da limpeza correta do garrafão, deve-se quinzenalmente limpar o bebedouro. Outra recomendação do Sicramirn é que o consumidor não aceite um garrafão com o lacre violado ou com vazamento. O local onde se compra também deve ser observado. Para manter a qualidade da água mineral que vem direto da fonte, o garrafão deve estar armazenado em um local seco e longe de luz solar ou produtos químicos. Para identificar a água mineral natural, o consumidor deve verificar o selo azul encontrado nos lacres de garrafões que indicam a certificação do produto. [por assessoria de imprensa]

©2020 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN

sexta-feira, 20 de março de 2020

Em tempos de crise, medidas são tomadas para conter o efeito econômico do Covd-19

Especialista comenta medidas governamentais e aconselha autônomos durante este período turbulento na economia

A pandemia da Covid-19, além de mudar o comportamento da população brasileira, também está afetando e muito o cenário econômico do país. Na última semana a Bolsa de Valores brasileira sofreu duras quedas e deixou o mercado econômico instável e temeroso diante dos obstáculos que estão por vir. Empresários e trabalhadores também estão em alerta, principalmente pela mudança de hábitos da população, que altera a forma de trabalho e o consumo.

Diante de todo esse cenário, o governo propôs algumas medidas emergenciais para conter o efeito econômico da nova doença. “A expectativa é, com essas medidas, injetar mais dinheiro na economia, fazendo com que os empregadores consigam ter condições de, mesmo com a redução de receitas, cumprir as obrigações com os trabalhadores”, destaca Daniel Carvalho, contador e sócio da Rui Cadete Consultores.

Uma das medidas que devem injetar cerca de R$ 46 bilhões na economia é a antecipação do 13º salário de aposentados e pensionistas do INSS. A primeira parcela deve ser liberada em abril e a segunda parcela em maio. Os aposentados e pensionistas também vão ter o teto de juros de empréstimo consignado reduzido e um aumento no prazo de pagamento. Além disso, há propostas que preveem transferência de valores para o FGTS, o reforço ao programa Bolsa Família e antecipação do abono salarial.

As iniciativas governamentais também incluem a manutenção dos empregos neste momento de crise. As empresas que fazem parte do Simples Nacional, por exemplo, poderão pagar a parte do imposto destinado ao Governo Federal com seis meses de adiamento, ou seja, o pagamento de 20/04 passa para 20/10, 20/05 para 20/11 e 20/06 para 21/12. “Essa medida auxilia dando folego para pagamento de despesas por parte das empresas”, comenta Daniel.  Também existe proposta para o pagamento do FGTS ser favorecido com o adiamento por três meses.

“Durante este processo, o recomendado é que as pessoas consigam se organizar financeiramente. O ideal é não criar pânico e manter o consumo e investimentos da mesma maneira como já vinham fazendo, para garantir a circulação financeira”, recomenda o especialista. Porém, há uma parcela da população que deve sentir mais essa crise do que outras – são os trabalhadores autônomos, que dependem do lucro diário para manter as contas em dias.

Para auxiliar a essa parcela do mercado, o Governo Federal auxiliará cerca de R$ 20 milhões de trabalhadores sem carteira assinada, com R$ 200 por mês durante os próximos três meses. Este auxílio foi divulgado nesta semana e pode dar um alívio para os trabalhadores informais e autônomos. “Eles precisam se preparar buscando uma forma segura de continuar prestando os seus serviços e até mesmo para uma redução em seus recebimentos. Este é um momento de até buscar outras formas de renda, com a oferta de outros serviços e produtos”, indica Daniel. [por assessoria de imprensa]

©2020 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN

quinta-feira, 19 de março de 2020

Missas com a participação do povo estão suspensas nas igrejas católicas do RN

Bispos do RN publicam decreto suspendendo missas com a participação do povo

Os bispos da Província Eclesiástica de Natal - Dom Jaime Vieira Rocha, arcebispo metropolitano de Natal, Dom Mariano Manzana, bispo de Mossoró, e Dom Antônio Carlos Cruz Santos, bispo de Caicó -, publicaram decreto suspendendo as celebrações eucarísticas com a participação do povo. O decreto entra em vigor nesta sexta-feira, 20 de março de 2020. Segue, em anexo, o decreto.

MAIS INFORMAÇÕES
. Cacilda Medeiros - assessoria de comunicação da Arquidiocese de Natal - (84) 3615-2800 / 99968-6507
. Luiza Gualberto - assessoria de comunicação da Arquidiocese de Natal - (84) 3615-2800 / 99936-3663





                                                                                                                                   Pascom Arquidiocese de Natal

©2020 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN

Superintendência do Ministério da Saúde suspende atendimento e orienta servidores para reduzir contágio do Coronavírus

A Superintendência Estadual do Ministério da Saúde no Rio Grande do Norte (SEMS/RN), por consequência da pandemia do Novo Coronavírus, reuniu terça-feira (17), as chefias dos setores da superintendência para discutir o posicionamento e precauções que serão tomados. O objetivo principal é para evitar a propagação do vírus entre os servidores e colaboradores da SEMS/RN, assim como os usuários que dependem dos serviços da superintendência, em atenção às Instruções Normativas publicadas pela Secretaria Executiva do Ministério da Saúde, na luta contra o COVID-19.

Ainda de acordo com as instruções publicadas e o Ofício Circular Nº 32/2020/SE/GAB/SE/MS, a superintendente Luciana Clédina resolveu suspender os atendimentos presenciais e a realização de perícia médica por trinta dias, até o dia 15 de abril. Assim, o público externo que comparecer para atendimento na SEMS/RN,  em Natal, será fornecido um e-mail específico da seção desejada para que a pessoa possa fazer a solicitação, via internet, ou no contato telefônico: (84) 3133-1500 (confira cartaz).


Trabalho remoto Home office

Com base nesses documentos, servidores e colaboradores com especificações comprovadas estarão, nesse período, realizando suas atividades em home office, com trabalho remoto, executando seus serviços diretos de suas casas, através do computador. Estão nessa categoria, os servidores com doenças pré-existentes crônicas; aqueles cujos familiares que habitam na mesma residência tenham doenças crônicas; as gestantes e lactantes; ou servidores com idade superior a 60 anos. O afastamento deve ser solicitado pelo servidor interessado, através do sistema eletrônico (SEI), mediante autorização da chefia imediata. A frequência externa deverá ser inserida no SIREF (Sistema de Registro de Frequência), sob o código 99001, conforme o art. 13 da Portaria GM nº 587, de 20 de maio de 2015. 


Outras questões decididas nos documentos emitidos pela Secretaria Executiva foram que reuniões presenciais devem ser evitadas, apenas sendo realizadas em casos estritamente necessários – preferindo a utilização de videoconferências. A participação em eventos, congressos e treinamentos estão suspensas temporariamente. Além disso, as viagens internacionais não poderão ser realizadas no período de 30 dias, e as nacionais apenas quando for de extrema necessidade.

Cuidados básicos

Como prevenção contra o COVID-19, também foram recomendados alguns cuidados básicos, que são de extrema importância para a diminuir a proliferação da doença, como lavar as mãos com frequência, ou alternar com álcool em gel 70%; utilizar lenço descartável para higiene nasal; ao tossir ou espirrar, cobrir o nariz e a boca, com lenço ou com o braço, e não com as mãos; evitar tocar olhos, nariz e boca; não compartilhar objetos de uso pessoal e desinfetá-los frequentemente; evitar cumprimentos com abraços, beijos ou toque das mãos; evitar aglomeração de pessoas; dar preferência ao uso das escadas, devendo o elevador ser utilizado somente por pessoas em casos de mobilidade reduzida; fornecimento de copos de vidro e xícaras estão suspensos, devendo os trabalhadores fazerem uso de material individual.

Nucom MS/RN
Imagens relacionadas à divulgação/
Maria Beatriz Araújo
©2020 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN

Postagens mais recentes Postagens mais antigas Página inicial
Copyright © AssessoRN.com | Suporte: Mais Template