acesse o RN blog do jornalista João Bosco de Araújo [o Brasil é grande; o Mundo é pequeno]


domingo, 16 de dezembro de 2018

Cascudo na Praia; É verão!


O Verão está chegando com força total e nesse período nada melhor do que receber familiares e amigos para um almoço ou jantar especial. Outra boa opção é promover uma oficina gastronômica seguida de degustação dos pratos preparados. Pensando nisso, o chef Daniel Cavalcanti estará com o serviço “Cascudo na Praia” durante todo o mês de janeiro e início de fevereiro, preparando entradas, pratos principais e sobremesas para grupos a partir de 6 pessoas. 

O cardápio é elaborado de acordo com o gosto do anfitrião e dos convidados, mas os pratos mais pedidos costumam ser a paella e a moqueca de peixe ou camarão, que combinam perfeitamente com essa época do ano. 

O serviço pode incluir ainda garçons, cutelaria e, dependendo do caso, uma completa estrutura de cozinha para o evento. A ideia é oferecer para nossos clientes que estão de férias um serviço prático e personalizado. Aquela reunião de amigos que gostam de cozinhar, por exemplo, pode gerar uma pequena oficina gastronômica com troca de experiência para todos”, explica o chef e proprietário do excelente Cascudo Bistrô, em Petrópolis.

Para contratar o serviço do “Cascudo na Praia” é só entrar em contato pelos telefones (84) 3202.1005 ou 99988-1417.
por assessoria
Foto relacionada à divulgação

sábado, 15 de dezembro de 2018

Natal sedia a Feirart Potiguar neste final de semana

Evento acontece dias 15 e 16 e reúne 75 artesãos locais

Os apreciadores de gastronomia, artesanato e música têm destino certo no próximo fim de semana. A ‘Feirart Potiguar’ desembarca pela segunda vez esse ano no Natal Shopping com o intuito de proporcionar um maior contato dos clientes com os artesãos da terra e também valorizar a cultura local.

A feira é realizada há mais de quatro anos na capital nos mais diversos lugares e agora começa a se firmar no estacionamento externo do Natal Shopping. “Tivemos uma excelente experiência na edição passada com o reconhecimento do shopping e do público. Estamos muito empolgados para essa próxima edição”, comenta a organizadora da feira, Anamaria Medeiros Cavalcanti.

O visitante vai poder desfrutar exposições gastronômicas e artesanato em geral. Serão disponibilizados materiais como pintura em tela, crochê, bijuterias e bolsas, além da venda de doces, pães artesanais e outras iguarias regionais preparadas pelos feirantes. Além disso, os clientes ainda vão apreciar boa música que vai embalar o evento.

Essa edição vai contar com a participação de 75 artesãos, 10 a mais que a última. O evento acontece sábado, 15/12 e domingo, 16/12 no estacionamento externo (D2) do Natal Shopping. 

No sábado, a feira fica aberta das 10h às 22h e no domingo das 12h às 20h. A entrada é gratuita. [por assessoria de imprensa]
Imagem relacionada à divulgação

Panificadores esperam aumento de vendas neste fim de ano


Ceias natalinas e pães especiais estão entre as principais apostas dos empreendedores para este período de festas

Nas festas de final de ano duas coisas são garantidas: família reunida e mesa farta. A combinação, que favorece as confraternizações do período natalino, traz também novas possibilidades aos negócios de diversos segmentos, entre eles, o da panificação. De acordo com pesquisa realizada pelo Sebrae, 68% dos empresários acreditam que as vendas de Natal serão melhores ou iguais ao ano passado.

O Nordeste, segundo a mesma pesquisa, desponta como uma das regiões com mais otimismo para o período: 33% acreditam que as vendas natalinas serão melhores em 2018. As expectativas repercutem no setor alimentício: os supermercados, por exemplo, esperam um aumento de mais de 10% nas compras nesse período. Os panificadores potiguares também se preparam para um aquecimento nos negócios durante o período, de acordo com o presidente do Sindicado da Indústria da Panificação e Confeitaria do Rio Grande do Norte (SINDIPAN), Ivanaldo Maia.

Um dos carros-chefes do setor são as ceias natalinas. As padarias, que começaram oferecendo apenas o peru assado, hoje disponibilizam um cardápio completo, que inclui além do peru, chester, salpicão, salada, farofa, além de outros pratos natalinos tradicionais. Os empreendedores que apostam nessa proposta garantem que ela traz bons resultados.

“O movimento aumenta, o cliente vem em busca de produtos para confraternizações e eventos natalinos, então, nesta época trabalhamos com esse objetivo: focamos em produtos diferenciados e, dessa forma, acabamos atraindo uma clientela maior”, afirma Bruno Freire, panificador proprietário da padaria Hora do Pão, localizada no bairro de Lagoa Nova.  Para o Natal de 2018, Bruno lançou três novos produtos para incrementar o cardápio natalino. Entre as novidades estão o pernil desossado, a bacalhoada e tortas com sabores diversos.

Entre os pães e doces especiais para a temporada, os tradicionais panetones seguem em alta, ocupando o primeiro lugar entre os mais procurados. No entanto, outros pães e doces especiais começam a incorporar o mix das panificadoras e atrair os olhos e o paladar dos clientes, sempre atentos às novidades. A panificadora São Felipe – localizada na zona norte, por exemplo, além das já tradicionais rabanadas, biscoitos natalinos e canapés, também criou pães decorados em formato de árvore de Natal.

“É fundamental acompanharmos as demandas do mercado, é preciso nos qualificarmos e inovarmos, para que possamos obter o crescimento que almejamos e, claro, satisfazer os nossos clientes com produtos de qualidade e com inovação”, observa Rodrigo Varela, proprietário da panificadora São Felipe. [por assessoria de imprensa]
Foto relacionada à divulgação

sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Sala de atendimento do Walfredo vira enfermaria, informa Ascom do Sindsaúde


Pacientes internados são colocados na sala de atendimento do Walfredo Gurgel

Na tarde desta sexta-feira (14), o Sindsaúde visitou o Hospital Walfredo Gurgel e se deparou com uma situação lamentável. A sala de atendimento, destinada apenas a medicação dos pacientes, se tornou uma enfermaria, com dezenas de pessoas internadas sob macas e cadeiras.

Os pacientes internados deveriam está resguardados em uma sala de internação, mas devido à superlotação do hospital, estão sendo obrigados a esperar na sala de atendimento. Durante a visita, a diretora do Sindsaúde, Rosália Fernandes presenciou uma situação  humilhante de uma das pacientes, “tinha uma senhora que estava despida, estava completamente nua, porque não tinha um lençol para cobri-la”, afirma Rosália.


 O Walfredo Gurgel é maior hospital do estado, e referência no atendimento à vítimas de acidentes, e além da capital, a instituição atende também pacientes de outras regiões do Rio Grande do Norte. A falta de médicos nos hospitais regionais do estado acaba agravando ainda mais a situação e a qualidade do serviço prestado pela instituição.

Em anexo, segue as fotos mostrando a situação dos pacientes na tarde desta sexta-feira, (14). [Texto e fotos por Comunicação Sindsaúde]

Militares estaduais, oficiais e praças, realizarão Assembleia para discutir condições de trabalho e pagamentos


A diretoria da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares do RN, junto aos diretores das demais associações representativas dos oficiais e praças militares estaduais, se reuniram na manhã desta sexta-feira (14) e deliberaram pela realização de Assembleia com toda a categoria na próxima terça-feira, (18).

Em pauta, está a contínua degradação das condições de trabalho dos militares, somado a crise financeira - falta previsão de pagamento de dois décimos terceiros salário (referente a 2017 e 2018) e do salário de dezembro. “Vamos discutir em Assembleia qual será o posicionamento da categoria frente à estas situações. Ainda em janeiro deste ano firmamos o Termo de Compromisso com o Governo destacando esses dois itens, o que não foi cumprido e a situação só tem piorado”, revela o subtenente Eliabe Marques, presidente da ASSPMBMRN.

Os diretores decidiram que a Assembleia acontecerá em dois momentos. Os subtenentes, sargentos e oficiais farão a Assembleia na terça-feira (18), a partir das 14h no Clube dos Oficiais. Já os cabos e soldados se reunirão, ainda no mesmo dia, no Clube Tiradentes, a partir das 15h.

Nas duas oportunidades as discussões serão sobre:

- Condições de Trabalho;

- Pagamento do 13º Salário (2017 e 2018);

- Previsão de pagamento do salário de Dezembro.
Por Assessoria de Imprensa

Hospital Dr. João Machado recebe inscrições até dia 22 para residência médica em 2019


Até o próximo dia 22 continuam abertas as inscrições para Residência Médica no Hospital João Machado. Estão sendo oferecidas 3 vagas em psiquiatria. O programa terá início no dia 1/3/2019, com duração de três anos e bolsa auxílio de R$ 3.330,43.

As inscrições estão sendo realizadas presencialmente, no horário das 8h às 17h, na Comissão de Residência Médica (COREME) do Hospital Dr. João Machado. Endereço: Av. Alexandrino de Alencar, 1700, Tirol, em Natal.

A Residência Médica é um curso de Pós-graduação lato sensu, regulamentado pelo decreto nº 80.281, de 05/09/77, Lei 6.932, de 07/07/81 e demais resoluções.

Os programas de treinamento em serviço serão cumpridos em regime de tempo integral e plantões, com carga horária de 60 horas semanais. A seleção dos candidatos será realizada em duas fases: a primeira,de caráter eliminatório e classificatório, onde será aplicada prova objetiva. A segunda fase, de caráter classificatório, será baseada em análise curricular do candidato e entrevista.

No ato de inscrição, os candidatos devem levar os seguintes documentos:

- Comprovante de depósito ou transferência em dinheiro no valor de R$220,00 (duzentos e vinte reais) referente à taxa de inscrição junto ao Banco do Brasil em favor da Residência Médica em Psiquiatria, agência 3795-8 e C/C 5606-5.

- Fotocópia do CPF e documento de identificação com apresentação do original;

- Duas fotos 3X4;

- Procuração com outorga de poderes especiais para requerer a inscrição, quando for o caso;

- Para efeito de inscrição, serão considerados documentos de identificação:

- Carteira expedida por Secretaria de Segurança Pública, por Comando Militar, por Instituto de Identificação, por Corpo de Bombeiros Militar e por órgãos fiscalizadores (ordens, conselhos, etc.);

- Passaporte;

- Certificado de Reservista;

- Carteira de Trabalho e Previdência Social;

- Carteira Nacional de Habilitação, contendo foto; e

- Carteiras funcionais do Ministério Público ou expedidas por órgão público que, por lei federal, tenham validade como identidade.

Mais informações: (84) 3232-7358
Por Ascom/Sesap

Duas mil famílias do RN vão receber cestas de Natal da LBV


Anualmente, a Legião da Boa Vontade realiza a sua tradicional campanha Natal Permanente da LBV — Jesus, o Pão Nosso de cada dia!. A iniciativa tem o objetivo de proporcionar um Natal digno e feliz a famílias em situação de pobreza no Brasil. Neste ano, a meta é arrecadar um milhão de quilos e beneficiar com cestas de alimentos mais de 50 mil famílias atendidas pela LBV e por organizações parceiras.

No Rio Grande do Norte, a LBV entregará as doações em diversas comunidades da capital e interior do Estado. Confira o cronograma de entrega das cestas de alimentos:

Natal: 15/12 - 9h - Escola Municipal Monsenhor Joaquim Honório - (Rua Presidente Mascarenhas, 768 - Bairro: Alecrim)

Macaíba: 17/12 - 9h - Assentamento Eldorado dos Carajás, Chico Mendes; 

Taipu: 17/12 - 15h - Povoado de Pissarreira, Matão; 

Pedro Avelino: 18/12 - 9h - Comunidade Quilombola; 

Pedra Preta: 18/12 - 15h - Assentamento São Pedro; 

Baia Formosa: 19/12 - 10h - Morro do seu Pela – Pituba; 

Ares: 19/12 - 15h - Associação dos Idosos. 

Para outras informações, acesse www.lbv.org ou ligue (84) 3613-1655.
Enviado por Arivaldo Oliveira
Foto relacionada à divulgação

Maternidade Escola Januário Cicco inaugura reforma do espaço destinado às mães acompanhantes de bebês na UTI Neonatal

Mãe acompanhante conta com espaço reestruturado na MEJC. Espaço de apoio às mães com filhos internados na UTI Neonatal conta com copa, espaço para interação e alimentação, além de novos dormitórios.

Na última semana de novembro, foi inaugurado o novo espaço de apoio as mães acompanhantes da Maternidade Escola Januário Cicco, vinculada a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (MEJC-UFRN) e à Rede Ebserh. O evento de inauguração contou com todos os gestores envolvidos no projeto, além dos profissionais da casa que atuam na assistência e, sobretudo, as mães que acompanham seus filhos internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal da maternidade que poderão usufruir de um espaço ampliado a partir de agora.

A configuração anterior do espaço das mães acompanhantes era satisfatória, porém algumas atividades eram restritas, sendo preciso por muitas vezes, realizá-las em outros ambientes. Hoje a equipe multiprofissional consegue realizar as atividades no mesmo ambiente otimizando o tempo e a participação de todas, uma vez que não há necessidade de deslocamento. O local conta com sala de convivência, copa, banheiro e três cômodos onde estão dispostos os doze dormitórios.

Severina Roseane, natural de Antônio Martins/RN, está a quatro meses utilizando o espaço da mãe acompanhante na maternidade. Ela afirma que se não fosse o espaço, não teria onde ficar e que o apoio recebido na instituição é fundamental para o bem-estar dela, e de seu filho que se encontra na UTI Neonatal. “Fiz todo meu pré-natal na MEJC. Aos cinco meses de gestação descobri que meu filho possuía uma síndrome rara, quando ele nasceu foi direto para a UTI. Foi um choque, mas entrego nas mãos de Deus... quando cheguei aqui na mãe acompanhante era um outro espaço. Hoje percebo um melhor acolhimento, acredito que por causa desta nova estrutura”, afirma.

Moradora do bairro de Nova Descoberta, em Natal, Vanderléia do Nascimento é mais uma das mães que estão fazendo uso do espaço. Ela tem uma filha de oito anos em casa e, desde o dia 16 de novembro, está na maternidade para auxiliar no desenvolvimento do seu filho que nasceu com o nível de plaquetas baixo e precisou ficar na UTI Neonatal. “Estou aqui exclusivamente para ajudar meu filho a melhorar. Fui em casa poucas vezes para poder organizar as coisas... tenho uma outra filha que também precisa de mim, mas como eu tenho que dar de mamar de três em três horas, não tem como eu ficar em casa”, conta.

A terapeuta ocupacional, Milla Galvão, aponta para as benesses advindas com a ampliação do ambiente físico destinado as mães acompanhantes, sobretudo quanto a atuação da equipe no local. “A proposta da instituição é preparar essas mães em vários aspectos, como os emocionais, sociais e terapêuticos. Tentar desenvolver habilidades para trabalhar o equilíbrio emocional delas. Orientamos quanto a amamentação, cuidados com o bebê, entre outros. Aqui preparamos as mães para quando tiverem contato maior com seus filhos, elas possam se sentir seguras, frente as suas ações”, afirma.
João Pedrosa/Relações Públicas
Unidade de Apoio Corporativo
Maternidade Escola Januário Cicco
Foto relacionada à divulgação

Casa Durval Paiva recebe mais uma vez o certificado do Instituto Doar

Casa Durval Paiva foi certificada pela segunda vez pelo Instituto Doar

O Selo Doar (Conceito A+) é um certificado que atesta a adequação ao Padrão de Gestão e Transparência do Terceiro Setor e tem validade de um ano. Esse reconhecimento tem como objetivos incentivar, legitimar e destacar o profissionalismo e a transparência nas organizações não-governamentais brasileiras, na forma de um atestado independente de sua adequação aos Padrões de Gestão Profissional e Transparência (PGT), também denominado Selo Doar.

O Selo Doar é obtido mediante minuciosa avaliação de 44 critérios essenciais, definidos para que a organização possa continuamente melhorar sua performance em gestão e transparência, sendo os principais: Causa e estratégia de atuação; Representação e responsabilidade; Organização e gestão institucional; Estratégia de financiamento; Transparência, prestação de contas e comunicação.

A Casa cumpre a missão de acolher a criança e adolescente com câncer e doenças hematológicas crônicas e seus familiares, durante e após o tratamento, buscando a cura, contribuindo para o resgate da cidadania, dignidade e a qualidade de vida dos mesmos. Já são 1.517 crianças e adolescentes atendidos desde a fundação. Hoje, 1.102 pacientes estão cadastrados, sendo 540 em tratamento, vindos de 133 municípios do Rio Grande do Norte, Paraíba, Ceará, Piauí e Sergipe.

A instituição oferece acolhimento, hospedagem, alimentação, mediação do atendimento médico hospitalar; encaminhamentos e transporte para exames e consultas; além de promoção do bem-estar, com apoio multiprofissional - psicológico, social, nutricional, fisioterápico, odontológico, farmacêutico, pedagógico, arte terapêutico e terapêutico ocupacional. Saiba mais sobre o trabalho da Casa em: http://www.casadurvalpaiva.org.br/

Casa de Apoio à Criança com Câncer Durval Paiva
Assessoria de Comunicação
Imagem relacionada à divulgação

quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

131 municípios do RN estão em situação de alerta ou risco para dengue, zika e chikungunya

Todos os municípios do estado enviaram informações sobre o levantamento de infestação pelo Aedes. A capital, Natal, fez o monitoramento por armadilha   

                                                                                             
No estado do Rio Grande do Norte, 131 cidades estão em situação de alerta ou risco de surto de dengue, zika e chikungunya, de acordo com o novo Levantamento (confira RN a partir da pág. 73) Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) de 2018. Desse total, 70 estão em alerta e 61 em risco de surto das doenças. Outras 35 estão em situação satisfatória. A capital do estado, Natal, fez o monitoramento por armadilha. No Rio Grande do Norte, a maior parte dos criadouros foi encontrada em depósito de água (2.900), seguida de depósitos domiciliares (419) e lixo (51).

Capitais

Todas as capitais do país realizaram um dos monitoramentos de mosquito: 25 realizaram o LIRAa; e duas, armadilhas. Estão com índices satisfatórios: Curitiba (PR), Teresina (PI), João Pessoa (PB), Florianópolis (SC), São Paulo (SP), Macapá (AP), Maceió (AL), Fortaleza (CE) e Aracaju (SE). As capitais com índices em estado de alerta são: Manaus (AM), Belo Horizonte (MG) Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Brasília (DF), São Luís (MA), Belém (PA), Vitória (ES), Salvador (BA), Porto Velho (RO), Goiânia (GO) e Campo Grande (MS).

Já as capitais Palmas (TO), Boa Vista (RR) Cuiabá (MT) e Rio Branco (AC) estão em risco de surto de dengue, zika e chikungunya por apresentarem Índice de Infestação Predial (IIP) igual ou superior a 4%. As capitais Natal (RN) e Porto Alegre (RS) fizeram o levantamento por armadilha. Todas as formas de coleta de dados ocorreram no período de outubro e novembro deste ano.

Caminhonetes

Nesta quarta-feira (12), em Brasília (DF), o presidente Michel Temer e o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, entregaram mil caminhonetes para diferentes regiões do país, como força efetiva no combate ao mosquito, no atual cenário de risco dos municípios, em relação ao mosquito Aedes aegypti. Ao todo, o Ministério da Saúde investiu R$ 109,4 milhões na aquisição dos veículos.  Com essas caminhonetes os estados e municípios podem acoplar os equipamentos de fumacê para ações locais. Na ocasião, o ministro da Saúde, Gilberto Occhi, apresentou os dados do LIRAa e lançou o Sistema Integrado de Controle de Vetores (SIVector), que substituirá o Sistema do Programa Nacional de Controle da Dengue (SISPNCD) com informações georreferenciadas para o controle do Aedes aegypti e Aedes albopictus. [Portal da Saúde > Sabia mais]

©2018 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN 

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

Orquestra Sinfônica e Madrigal se apresentam na embaixada de Roma e no Vaticano


Orquestra Sinfônica e Madrigal da UFRN fazem apresentação na embaixada em Roma

A turnê “UFRN 60 anos na Itália: Orquestra Sinfônica e Madrigal” agraciou os convidados da embaixada brasileira na última terça-feira, 11, em Roma. A apresentação conjunta teve repertório formado integralmente por obras de compositores nordestinos, entre eles o pernambucano Clóvis Pereira, do qual foi interpretada a Grande Missa Nordestina. O momento contou com a presença do embaixador do Brasil na Itália, Antonio Patriota, que aplaudiu o espetáculo de música armorial interpretada pela Orquestra Sinfônica e pelo Madrigal da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Vaticano

A segunda apresentação conjunta aconteceu nesta quarta-feira, 12, em audiência geral com a presença do Papa Francisco, no Vaticano. O encontro com o pontífice foi marcado pela comemoração do dia de Nossa Senhora de Guadalupe, padroeira da América Latina, que contou com um repertório de música brasileira.


A turnê na Itália encerra nesta quinta-feira, 13, no Conservatório Licinio Refice da província de Frosinone, onde a Orquestra Sinfônica da UFRN (OSUFRN) atuará junto com estudantes locais.

Essa é a segunda vez em que os grupos vivenciam experiências internacionais. O Madrigal já se apresentou em 1998 no 3º Encontro de Corais do Mercosul, na Argentina, e a OSUFRN esteve na Alemanha em 2015, quando realizou concertos na Hochschule für Musik Karlsruhe. Para a turnê da Itália, do total de 50 integrantes foram selecionados 31 pessoas da OSUFRN e 21 do Madrigal. [ASCOM–Reitoria/UFRN]
Fotos: Cícero Oliveira

Maternidade Escola Januário Cicco participa da 3ª edição da Ebserh Solidária


Ação será realizada em todo o Brasil e contará com cerca de 1,2 mil profissionais de 40 hospitais universitários

A Maternidade Escola Januário Cicco, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (MEJC-UFRN), vinculada à Rede Ebserh, participará no próximo dia 20 de dezembro da terceira edição da Ebserh Solidária, projeto instituído em 2017 com o objetivo de levar atendimento em educação e saúde fora do ambiente hospitalar, com ações de prevenção e promoção da saúde.

Este ano, em sua terceira edição, a ação terá como foco levar atendimento de saúde e humanização para crianças e idosos que vivem em lares e abrigos em todo o país. A expectativa é de que sejam atendidas em torno de 1,3 mil crianças e 1,7 mil idosos, com a participação de aproximadamente 1,2 mil profissionais dos 40 hospitais vinculado à Rede Ebserh dentre assistenciais e administrativos, além da participação de alunos e residentes.

Em Natal, a MEJC realizará a ação em duas instituições: o Lar Solidário de Mãe Luiza, responsável em acolher idosos em situação de vulnerabilidade; e a Unidade de Acolhimento II, no bairro de Lagoa Nova, que abriga crianças a partir dos 7 anos de idade, vítimas de abandono ou violência, encaminhadas pela justiça.

Serão realizadas consultas médicas com ginecologistas, cardiologistas e mastologistas, além de atividades lúdicas com os idosos assistidos pelo Espaço Solidário e rodas de conversas sobre sexualidade, atividades recreativas e de beleza, além de doações de brinquedo e kit escolar para as crianças que residem da unidade de acolhimento.

Para a gerente de atenção à saúde da maternidade, Maria da Guia de Medeiros, esta é uma oportunidade de praticar o bem e levar afago para quem precisa. “A ação tem um caráter humanitário muito forte, estamos em uma época onde as pessoas se permitem a realizar mais ações de solidariedade e amor ao próximo e é isto que estaremos fazendo”, afirma.

Histórico positivo

Na primeira edição, ocorrida em novembro de 2017, houve mais de 16 mil atendimentos a populações em situação de vulnerabilidade social, pacientes em espera na fila de regulação, moradores de comunidades com grande distância de centro urbanos, além de creches, asilos, escolas e comunidades diversas.

Na 2ª edição, ocorrida em agosto de 2018, foram realizadas ações educacionais preventivas em saúde, exames, consultas e vacinação na população de venezuelanos que vivem em abrigos em Roraima, sendo realizados mais de 4,6 mil atendimentos na área de clínica médica, pediatria, ginecologia, enfermagem, oftalmologia, odontologia, infectologia e exames de testes rápidos de HIV, sífilis e Hepatite B, e exames de próstata. A ação médico-humanitária se deu em virtude do número crescente de venezuelanos no estado de Roraima, no intuito de minimizar o impacto gerado nos serviços públicos de saúde.

Sobre a Ebserh

Desde agosto de 2013, a Mejc-UFRN é filiada à Rede Ebserh. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) administra atualmente 40 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do SUS, e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

Criada em dezembro de 2011, a empresa também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações em todas as unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.
João Pedrosa
Relações Públicas
Unidade de Apoio Corporativo
Maternidade Escola Januário Cicco
Imagem relacionada à divulgação

Saiba como investir o seu 13º salário


Contador dá dicas sobre como o trabalhador pode fazer render a gratificação extra de final de ano

A segunda parcela da gratificação natalina está próxima de ser paga e muitos trabalhadores já aguardam ansiosos pelo próximo dia 20. O adicional geralmente é utilizado para quitar dívidas e incrementar as compras de Natal, mas, e quem não está nessa situação, o que fazer com o extra recebido neste fim de ano? O especialista Daniel Carvalho, contador e sócio da Rui Cadete Consultores, aconselha que a melhor opção para esses casos é investir.

Quando o assunto é investimento o primeiro pensamento de muitos brasileiros é a popular poupança. Apesar de ser um investimento seguro e de baixo risco, não é o ideal para quem planeja fazer o dinheiro render. “O principal aspecto negativo da poupança é a baixa taxa de retorno, ou seja, os rendimentos são inferiores se comparados a outros investimentos”, destaca Daniel. Além disso, a poupança tem liquidez mensal, ou seja, é necessário esperar o mês virar para que o dinheiro possa render.

Uma solução que se assemelha aos benefícios da poupança e ainda garante outras vantagens são as Letras de Crédito Imobiliário e Letras de Crédito Agropecuário. “Os investimentos em LCA e LCI são os mais indicados para substituir a poupança, pois rendem um pouco mais do que a poupança, possuem isenção de imposto de renda e garantia pelo FGC (Fundo Garantidor de Crédito) até o limite de R$ 250 mil”, explica o especialista.

Esses pontos destacados pelo contador apontam a segurança do investimento, visto que a garantia do FGC certifica que, mesmo que a instituição escolhida para investir venha a falir, ainda assim o retorno é garantido. Outro ponto é que os investimentos podem ter os juros pré ou pós-fixados, ou seja, você pode saber ou não quanto receberá na data de resgate.

Diante desses aspectos, ainda é necessário que o investidor analise o tempo de carência da Letra de Crédito e o valor mínimo para investir, o que varia de instituição para instituição. Com todas as informações em mãos, é possível analisar qual o modelo de investimento se alinha melhor aos objetivos pretendidos. [por assessoria de imprensa]

Cresce no RN casos de raiva em morcego

Sesap chama atenção para aumento de casos de raiva em morcego

Os casos positivos de raiva em morcegos continuam aumentando acima da média dos últimos cinco anos no Rio Grande do Norte. Este ano, já foram diagnosticados laboratorialmente 40 animais raivosos em 21 municípios do estado, destes 33 eram morcegos. O alerta é do Programa Estadual de Controle da Raiva da Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) que está orientando os municípios a fazerem o monitoramento dos casos e convida a população para ficar mais atenta às formas de prevenção da doença.
De acordo com o mapa de prevalência da raiva, com dados de janeiro até novembro de 2018, o município de Natal com 9 casos registrou o maior número de casos de raiva em morcego; o segundo foi Serra Caiada com 5, seguido de Caicó com 3 em morcego e 2 em raposa.

A preocupação da Sesap deve-se ao fato de muitas pessoas não saberem que o morcego é transmissor da raiva e para fazer a prevenção é preciso estar atento a alguns cuidados como a vacinação antirrábica de gatos e cachorros em dia, e o comportamento dos animais.

Segundo explica Julyana Diniz, da Subcoordenadoria de Vigilância Ambiental (Suvam), os morcegos têm hábitos noturnos, mas quando doentes costumam voar durante o dia e em locais incomuns. Caso se encontre um morcego voando durante o dia ou caído no chão, não se deve tocar ou chegar perto do animal, bem, como as unidades de saúde devem ser imediatamente notificadas.

Para casos de mordedura e/ou arranhadura com animal que pode transmitir raiva, o Programa Estadual de Controle da Raiva orienta que lave a lesão com água corrente e sabão e procure assistência médica imediatamente. Cães ou gatos que forem encontrados com morcegos devem ficar em isolamento por 180 dias e devem receber duas ou três doses de vacina antirrábica dependendo do estado imunológico do animal.

A raiva é uma doença que afeta o sistema nervoso, sendo fatal em 99,9% dos casos. Ela é causada por um vírus que ataca somente os animais de sangue quente e que possuem pelos (mamíferos). Pode ser transmitida principalmente através de mordidas e arranhaduras. A vacinação anual contra raiva em cães, gatos, bovinos, equinos, suínos, caprinos, ovinos e asininos é uma das principais medidas para prevenção. [Ascom/Sesap

AAPCMR lança projeto para captação de recursos


Aliar beleza à solidariedade e ainda criar mecanismos de captação de recursos. Essa é a proposta do La Belle Salão de Beleza, iniciativa da Associação de Apoio aos Portadores de Câncer de Mossoró e Região (AAPCMR) em funcionamento na Unidade Adulto da instituição.

O salão funciona no mesmo espaço de atuação do projeto Ateliê Amor em Fios e oferece serviços voltados ao público em geral semelhantes aos demais estabelecimentos do segmento, como lavagem, escova, hidratação e pintura, além de manicure e pedicuro, entre outros. O diferencial é que o valor arrecadado com os serviços é direcionado à Associação.

Para agendar atendimento e saber mais sobre procedimentos e valores, os interessados podem entrar em contato através do telefone (84) 3316-0871 ou do WhatsApp (84) 98899-5064.
Como chegar

O La Belle Salão de Beleza fica localizado na Rua Miguel Antônio da Silva Neto, 5, no bairro Aeroporto, no cruzamento com a Rua Antônio Vieira de Sá).
Assessoria AAPCMR Casa de Apoio
Foto relacionada à divulgação

Associação de militares do RN emite nota sobre a recusa do Tribunal de Justiça ao pedido de antecipação de royalties

Nota à imprensa

A Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares do RN recebeu a notícia da recusa do Tribunal de Justiça do RN ao pedido de antecipação dos royalties pelo Governo do Estado com muita indignação e perplexidade mediante a situação grave de crise financeira que se encontra os servidores do RN: sem previsão para receber o salário de dezembro, e muitos sem receber dois décimos terceiros salários (2017 e 2018). Esta crise, que se arrasta desde 2016, só tem penalizado os servidores do Executivo – que atendem diretamente a população por meio dos serviços públicos.

O mecanismo de antecipação das receitas já foi utilizado por governos anteriores sem impedimentos. É incompreensível, agora, a intervenção negativa do TJRN, visto que há uma autorização da Assembleia Legislativa do RN para uso do recurso. Pior ainda. Esta negativa acontece em um cenário imoral em que os Poderes abocanham valores significativos e desproporcionais dos tributos que a população do Estado paga. Os servidores esperavam do TJRN o mínimo de sensatez e de espírito público.

A ASSPMBMRN se une ao sentimento de revolta instalado hoje nos militares estaduais, bem como os demais servidores públicos. Em resposta a isto, nesta sexta-feira (14) nos reuniremos com todos os presidentes das entidades que representam os servidores da Segurança Pública do RN para discutir qual a atitude que iremos tomar. Infelizmente não está descartado acontecer o mesmo que aconteceu no final de 2017.
  
Subtenente Eliabe Marques
Presidente da ASSPMBMRN
Por Assessoria de Imprensa

Hemonorte é referência nacional na produção de plaquetas


O Hemonorte tornou-se referência nacional na produção de plaquetas pelo Sistema Reveos, lançado recentemente no Brasil. O Hemonorte é o primeiro hemocentro público que possui esse sistema instalado e funcionando em rotina. A implantação dessa nova metodologia de trabalho representa um avanço tecnológico e garante à população do Rio Grande do Norte hemocomponentes de qualidade e com alto padrão de segurança.

O Hemonorte vem recebendo visitas técnicas de hemocentros de outros estados para conhecer o Sistema Reveos. A eficiência desse sistema na produção de plaquetas foi tema de um trabalho apresentado pela bioquímica do Hemonorte, Michelle Cunha, no Congresso Brasileiro de Hematologia, Hemoterapia e Terapia Celular, que aconteceu em São Paulo, no início de novembro.

Para corroborar a eficiência do sistema, a bioquímica realizou uma análise comparativa entre os concentrados de plaquetas desleucocitados, que são importantes porque diminuem os riscos de reações transfusionais e transmissão de vírus presentes nos leucócitos, garantindo, assim, mais segurança ao paciente. A comparação entre as técnicas mostrou que não houve diferença estatística em relação à contagem de plaquetas e que todas elas apresentaram contagens acima do exigido pela legislação. Esse dado significa que esses produtos são equivalentes às plaquetas obtidas por 7 a 10 doadores através da metodologia tradicional.

Além disso, observou-se que o processo de produção através do sistema Reveos se realiza em menos tempo, usando um número menor de equipamentos, o que otimiza o trabalho do setor de processamento. De acordo com Michelle Cunha, "o sistema Reveos integra as etapas manuais do processamento de sangue total: do início ao fim, do sangue total ao concentrado de plaquetas. Ele otimiza o tempo de operação na produção de hemocomponentes e amplia o portfólio de produtos do Hemonorte”. [Asom/Sesap]

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Dores nas costas? O que é espondilite anquilosante?


Saiba o que é espondilite anquilosante. Se não for tratada, a doença que afeta articulações pode acabar “colando os ossos da coluna”, deixando-a menos flexível.

Dores nas costas que melhoram com o movimento e pioram com o repouso. Esse é o sintoma inicial da espondilite anquilosante, uma doença reumática que atinge as articulações da coluna vertebral e as grandes articulações do corpo. Por se tratar de uma doença progressiva, o diagnóstico precoce pode evitar complicações mais graves. Mas, o quanto você sabe sobre essa enfermidade?

Reumatologista do Hospital Universitário de Brasília, Cleandro de Albuquerque explica que a tendência é que os sintomas se tornem mais intensos. “Na evolução da doença, se ela não for tratada, a tendência é que essa inflamação acabe colando os ossos da coluna. As complicações dessa deformidade podem causar dificuldades respiratórias e fortes dores”, diz.

Além disso, o médico esclarece que essas não são as únicas complicações possíveis da espondilite anquilosante. Se não for realizado o tratamento adequado, podem ocorrer outras complicações:

- Dores intensas na coluna e nas articulações;
- Inflamação nos olhos, chamada de uveíte;
- Inflamação do intestino, as vezes com formações de fistulas intestinais (estreitamentos);
- Deformidades articulares no quadril e nos ombros;
- Doenças de pele, principalmente casos de psoríase;
- Problemas cardíacos, como inflamação de vasos do coração, doença valvar aórtica, distúrbios de condução, cardiomiopatia e doença cardíaca isquêmica;
- Quanto à saúde mental, podem ocorrer alterações do humor e depressão.

Convivendo com a dor

Sindinha Cardoso, 53 anos, convive com a espondilite anquilosante há 16 anos e conhece bem todos seus sintomas. Ela descobriu a doença por acaso. “Eu sentia muitas dore nas costas. Como eu acompanhava sempre minha mãe ao médico, já que ela tem artrose, em uma das consultas eu falei com a doutora sobre o que eu estava sentindo, e ela me indicou alguns exames. Eu tinha 37 anos quando me confirmaram que eu tinha espondilite e faço tratamento desde então”, conta.

Por se tratar de uma doença progressiva, Sindinha passou a sentir mais dores, com o passar do tempo. O tratamento não cura, mas ajuda a não piorar ainda mais os sintomas. “Hoje eu não consigo ficar muito tempo em pé e nem sentada, sinto a coluna ficar rígida, é muito doloroso. A espondilite vai te travando aos poucos, você vai perdendo as forças de cada junta do corpo. Com o tempo, aprendi a ficar com o corpo reto para evitar maiores complicações”, conta.

Enfrentando o preconceito

Se não bastassem as dores intensas, o preconceito e falta de conhecimento sobre a doença também afeta bastante sua vida. “É uma doença invisível. As pessoas não entendem, nos lugares públicos. Ninguém entende que você está sentindo dores, acham que você está bem. Muitas vezes preciso andar com a cópia de documentos que provem que eu tenho a doença, para que as pessoas entendam algumas necessidades”, lamenta.

Para aumentar o conhecimento da população sobre a espondilite, Sindinha sugeriu, em um comentário na página do Ministério da Saúde no Facebook, que o assunto fosse abordado nas redes sociais da pasta. “Poucas pessoas conhecem a doença. Você conversa com várias pessoas diferentes e ninguém nunca ouviu falar. Mesmo convivendo com ela, só vim conhecer um pouco mais através de um grupo do Facebook. Por isso, decidi fazer esse pedido”, conta.

Tratamento gratuito pelo SUS

Desde o início, Sindinha Cardoso faz o tratamento gratuitamente pelo SUS. “Eu não teria dinheiro para bancar todo o tratamento da espondilite. Tenho ótimos médicos que me auxiliam em tudo e pego os medicamentos gratuitamente. Só posso agradecer”, celebra.

O tratamento para doenças reumáticas é garantido pelo Sistema Único de Saúde. Os cuidados dessas doenças incluem tratamentos farmacológico (com o uso de medicamentos) e complementares (com a utilização de práticas integrativas e complementares, exercícios, terapia física, entre outros).

Alguns tratamentos específicos para determinadas doenças reumáticas e doenças osteomusculares seguem Protocolos Clínicos de Diretrizes Terapêuticas do Ministério da Saúde. São eles: Artrite Psoríaca, Artrite Reativa, Artrite Reumatoide, Dermatopoliomiosite e Polimiosite, Doença de Paget, Osteíte Deformante, Doença Falciforme, Dor Crônica, Espondilite Anquilosante, Espondilose, Hiporatireoidismo, Lúpus Eritematoso Sistêmico, Osteodistrofia Renal e Osteoporose. Esses protocolos trazem informações detalhadas sobre como se proceder quanto ao diagnóstico, tratamento, controle e acompanhamento dos pacientes. [por Janaina Bolonezi, do Blog da Saúde]
Imagem relacionada à publicação
Postagens mais antigas Página inicial
Copyright © AssessoRN.com | Suporte: Mais Template