acesse o RN blog do jornalista João Bosco de Araújo [o Brasil é grande; o Mundo é pequeno]


sexta-feira, 16 de fevereiro de 2024

Carnaval solidário da ONG ReforAMAR acontece neste sábado

No bloco da ONG ReforAMAR, a diversão é garantida e a solidariedade também. Clique aqui para a compra de ingressos. 

O "Carnaval Solidário" da ONG ReforAMAR acontece neste sábado, 17 de fevereiro, das 12h às 17h. O evento promete unir alegria, música e solidariedade em um só lugar, proporcionando uma experiência única para os participantes.         

Os ingressos custam R$30,00 adulto e R$20,00 criança e podem ser adquiridos pela plataforma Sympla. Ao adquirir o ingresso, os participantes terão acesso a uma festa repleta de atrações, com consumação de feijoada inclusa e caipirinha à vontade.

O entretenimento está garantido, com muita música boa, karaokê, vários drinks, chopp Oktos, além de opções deliciosas como pipoca e algodão doce. Um animado bingo também fará parte das atividades, proporcionando momentos de descontração e diversão.

Toda a arrecadação do evento será destinada a projetos sociais da ReforAMAR, impactando positivamente a comunidade local. Junte-se ao bloco da ReforAMAR e faça do seu Carnaval uma celebração com propósito!

Para mais informações e compra de ingressos, acesse:         

https://www.sympla.com.br/carnaval-solidario-da-reforamar-2024__2305147

Instagram: www.instagram.com.br/reforamar_

SERVIÇO:

CARNAVAL SOLIDÁRIO ONG REFORAMAR

Dia 17 de fevereiro, sábado, a partir das 12h

Sede da ONG ReforAMAR - Rua Pastor Manoel Leão, 2160 - Candelária, Natal/ RN

Luciana Oliveira/Assessora de Imprensa

luciana@sollarcomunicacao.com.br

(84) 98728-0813

Imagem relacionada à divulgação

©2024 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN | Instagram:https://www.instagram.com/assessorn_

terça-feira, 30 de janeiro de 2024

Vacina contra a dengue: entenda os critérios para a distribuição das primeiras doses da vacina no país

Em razão da menor oferta de doses disponíveis, serão priorizados municípios de grande porte e com alta transmissão. Estratégia foi definida pelo Ministério da Saúde, a partir da análise das chamadas Regiões de Saúde. No RN, 19 cidades vão receber o imunizante.

Em breve, o Sistema Único de Saúde (SUS) será o primeiro sistema público de saúde do mundo a oferecer as vacinas contra a dengue. No entanto, diante da capacidade limitada de produção do laboratório, foi necessário definir critérios para a estratégia de imunização no país. O acerto foi pactuado com representantes de estados e municípios, levando em consideração recomendações da Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização (Ctai) e da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A definição da estratégia foi feita a partir da análise da situação epidemiológica nas Regiões de Saúde do Brasil. Essas divisões correspondem às localidades formadas por municípios fronteiriços que compartilham identidades culturais, econômicas e sociais, redes de comunicação e infraestrutura de transportes. A finalidade dessas regiões é integrar a organização, o planejamento e a execução de ações e serviços de saúde.

Para a imunização, foram 37 Regiões de Saúde selecionadas, totalizando 521 municípios, atendendo a três critérios:

Possuir pelo menos um município de grande porte, ou seja, mais de 100 mil habitantes;

Alta transmissão de dengue registrada em 2023 e 2024;

Maior predominância do sorotipo 2 do vírus da dengue (DENV-2).

Com isso, 16 estados e o Distrito Federal têm municípios que preenchem os requisitos para o início da vacinação a partir de 2024. Acesse aqui a lista de cidades selecionadas no país.

Público alvo

O público inicial será composto por crianças e adolescentes de 10 a 14 anos, faixa etária que concentra o maior número de hospitalizações por dengue, depois de pessoas idosas - grupo para o qual a vacina não foi liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O esquema vacinal é composto por duas doses com intervalo de três meses entre elas.

A primeira remessa com cerca de 757 mil doses chegou ao Brasil no dia 20 de janeiro e está no Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde. O lote faz parte de um total de 1,32 milhão de doses fornecidas pela farmacêutica. A outra parte, com mais 568 mil doses, tem entrega prevista para fevereiro.  Além desse número inicial, o Ministério da Saúde adquiriu o quantitativo total disponibilizado pelo fabricante para 2024: 5,2 milhões de doses. Para 2025, a pasta já contratou outras 9 milhões de doses.

Desde a incorporação da vacina pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec), no dia 21 de dezembro de 2023, a definição da estratégia foi elaborada de forma compartilhada, com diversas reuniões conjuntas para que a vacina fosse utilizada da forma mais eficiente para a saúde pública. O objetivo do ministério, junto aos entes federativos, é oferecer as melhores tecnologias, medicamentos e vacinas para a população brasileira.

Vigilância constante

Além das ações de mobilização e conscientização contínuas, o Ministério da Saúde destinou recursos já no ano passado para apoiar estados e municípios nas medidas de prevenção e controle da dengue com o repasse de R$ 256 milhões. Parte desse recurso será destinado para fomentar ações de vigilância em saúde.

Também foi instituída a Sala de Situação de Arboviroses, voltada à vigilância para dados de Chikungunya e zika, porque são doenças associadas ao Aedes aegypti. A sala reúne técnicos da Secretaria de Vigilância em Saúde e Ambiente (SVSA) e vários especialistas. Além disso, a pasta atuou para a normalização de estoques de inseticidas.

A nova gestão do órgão também expandiu, em 2023, o método Wolbachia como método adicional de controle das arboviroses. A pasta fez o repasse de R$ 30 milhões para ampliar a tecnologia em seis municípios: Natal (RN), Uberlândia (MG), Presidente Prudente (SP), Londrina (PR), Foz do Iguaçu (PR) e Joinville (SC), além das cidades já incluídas na pesquisa, que são Campo Grande (MS), Petrolina (PE), Belo Horizonte (MG), Niterói (RJ) e Rio de Janeiro.

O Ministério da Saúde adverte: A melhor forma decombater a dengue, no entanto, é impedir o nascimento do mosquito. Aprenda a eliminar os focos.

Leia também: Ministério da Saúde anuncia estratégia de vacinação contra a dengue 

Confira as dezenove cidades do RN que vão receber o imunizante.

Com Ascom do Ministério da Saúde

Foto: Júlia Prado

©2024 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN | Instagram:https://www.instagram.com/assessorn_

quarta-feira, 24 de janeiro de 2024

Universidade recebe patenteamento de sensores que podem ser usados para detectar desde cafeína até cloroquina


A Universidade Federal do Rio Grande do Norte conseguiu, no dia 12 de dezembro, mais um reconhecimento de descoberta científica. Isso porque um grupo de cinco inventores recebeu, do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (Inpi), o patenteamento definitivo relativo a um sensor eletroquímico, desenvolvido com cortiça e pasta de carbono, capaz de aumentar a sensibilidade e a seletividade para detecção e quantificação de vários compostos específicos. Os sensores eletroquímicos são dispositivos que transformam a interação eletroquímica em um sinal analiticamente útil. No caso da tecnologia patenteada, são microssensores.

“Para tentar entender mais facilmente, vou fazer uma comparação. Nós encontramos na farmácia um dispositivo para medir a glicose, que nos ajuda a determinar alguns valores e os identifica no display do aparelho. Juntamente com ele, são utilizadas algumas ponteiras — com as quais fazemos um furo no dedo e obtemos gotículas de sangue — e umas tirinhas. Essas tirinhas colocadas no dispositivo eletrônico são microssensores eletroquímicos. Então, o que nós desenvolvemos no Laboratório de Eletroquímica e Aplicada, junto com o Grupo de Energias Renováveis e Sustentabilidade Ambiental, são dispositivos como essas tirinhas, também chamados de microssensores eletroquímicos”, explica Carlos Alberto Martínez-Huitle, coordenador do grupo.

Docente do Instituto de Química da UFRN, ele pontua que esses microssensores, regra geral, são baseados na composição de diferentes materiais. Essa composição é direcionada de acordo com a aplicação que se busca. No caso da patente Sensor eletroquímico de cortiça em pasta de carbono, o carbono e a cortiça são os principais componentes. Menos conhecida, a segunda é muito utilizada em utensílios de cozinha e em alguns materiais de construção, porém é considerada um resíduo. Para ser aproveitada na invenção, ressalta Martínez-Huitle, ela passa por um pré-tratamento químico visando à eliminação de impurezas. “A quantidade usada é relativamente pouca, pois com, vamos supor, um quilo de cortiça, podemos fazer muitos desses sensores eletroquímicos. Isso sem perder eficiência, já que a seletividade e a sensibilidade do sensor para compostos orgânicos e inorgânicos têm sido significativamente aumentadas. Essa combinação faz dele algo altamente econômico, fácil de usar e preparar, e, não bastasse, multiuso na detecção de materiais”, destaca.

O cientista acrescenta que o dispositivo pode ser aplicado na parte ambiental e no controle de qualidade em algumas indústrias. Martínez-Huitle identifica que, com o sensor patenteado, já ocorreram trabalhos práticos para detecção de cafeína em fármacos e bebidas, como refrigerantes e energéticos. Ele cita também que a nova tecnologia foi utilizada na detecção de poluentes na água.

 

“Durante a pandemia, o grupo de pesquisa coletou água da Lagoa de Alcaçuz e conseguimos detectar uma concentração diferenciada de hidroxicloroquina. Em virtude do consumo exagerado desse tipo de fármaco durante a pandemia, quando ele era descartado, chegava nos efluentes e ia parar na lagoa. Essa é mais uma opção de aplicação do sensor eletroquímico”, conta o pesquisador, reforçando que as ponteiras são desenvolvidas pelo grupo de forma recorrente, com o objetivo de tentar entender ainda mais o funcionamento frente a outras combinações de elementos e, assim, poder aplicar em diferentes âmbitos.

Em vídeo, cientistas explicam alguns aspectos adicionais da invenção.

Ao lado de Martínez-Huitle, participaram da criação os pesquisadores Mayra Kerolly Sales Monteiro, Djalma Ribeiro da Silva, Vítor Jorge Pais Vilar e Elisama Vieira dos Santos. O estudo que deu origem tem ramificação pelos programas de pós-graduação em Química, em Engenharia Química e em Ciências, além de Engenharia de Petróleo e Energia. Para o grupo, proteger a tecnologia com o patenteamento é também traduzir o que é feito no laboratório em uma aplicação real, além de ser um caminho para a comercialização da invenção ou de parte dela. Segundo os cientistas, isso implica aproveitar a tecnologia com um impacto social, bem como ajuda a motivar os alunos e colegas a alcançarem maiores TRLs nas pesquisas no laboratório. O TRL é o Nível de Maturidade Tecnológica (sigla em inglês) e vai de um a dez.

“Quando o TRL vai aumentando e ultrapassa o nível de seis ou sete, estamos falando de um dispositivo que já pode ser comercializado, que já podemos colocar na prateleira, disponibilizar na indústria, que tem uma aplicação real e comercial. Então a invenção tem proporcionado ciência de qualidade no Laboratório de Eletroquímica Aplicada e, quanto mais nos aprofundarmos, como fazemos, mais a tendência é aumentarmos esse marcador do TRL”, finaliza Carlos Alberto Martínez-Huitle.

Números da UFRN

Chegando agora a 74 cartas-patente, a invenção passa a compor a Vitrine Tecnológica da UFRN, grupo de inovações que abrange tanto os programas de computador registrados quanto as patentes concedidas e as novas tecnologias em fase de depósito. Embora essa última distinção exista, não há empecilho para a utilização das tecnologias pelo setor produtivo, já que o depósito de pedido de patente é o primeiro passo para garantir direitos de comercialização exclusiva, por um determinado período, de uma nova invenção com aplicação industrial.

O depósito em si já propicia a alternativa de transferência de tecnologia com as proteções estabelecidas na legislação. Na UFRN, a Agência de Inovação (Agir) tem a responsabilidade de dar suporte aos pesquisadores desde o depósito até os trâmites seguintes, como a resposta aos questionamentos dos analistas do Inpi e o pagamento das taxas junto ao Instituto. O passo inicial para tudo se chama notificação de invenção, que pode ser feito pelo Sigaa, na aba Pesquisa.

“Nosso objetivo é fazer com que as tecnologias criadas na UFRN alcancem as pessoas, melhorando a qualidade de vida da população e contribuindo para o desenvolvimento sustentável do nosso país. Para isso, a Agir estimula que sejam firmados cada vez mais contratos de transferência de tecnologia com empresas já atuantes no mercado ou que os pesquisadores e alunos elaborem novos negócios. O licenciamento é realizado após um processo de negociação com a empresa interessada, que se compromete a remunerar adequadamente a Universidade por esse acesso. Os recursos obtidos, por sua vez, são uma importante fonte de financiamento para novas pesquisas básicas e aplicadas, além de proporcionarem maior aproximação entre a UFRN e as empresas, gerando novas oportunidades para nossos alunos e pesquisadores”, defende Jefferson Ferreira de Oliveira, diretor da Agir.

A Unidade é também a responsável, no âmbito da Universidade, por promover e acompanhar o relacionamento com empresas, em especial aquelas interessadas em desenvolver novas tecnologias em parceria ou em transferir tecnologias já desenvolvidas pela UFRN.

Wilson Galvão- Jornalista DRT-RN 1340/Assessor de Comunicação AGIR/UFRN

Foto: Cícero Oliveira/UFRN


©2024 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN | Instagram:https://www.instagram.com/assessorn_

sábado, 20 de janeiro de 2024

Carnaval solidário da ONG ReforAMAR promete diversão e solidariedade em um só evento

Você sabia que é possível se divertir e fazer o bem ao mesmo tempo? No bloco da ONG ReforAMAR, a diversão é garantida e a solidariedade também.

A ONG ReforAMAR realizará o "Carnaval Solidário", no dia 17 de fevereiro. O evento promete unir alegria, música e solidariedade em um só lugar, proporcionando uma experiência única para os participantes.         
Os ingressos, no valor de R$30, podem ser adquiridos pela plataforma Sympla. Ao adquirir o ingresso, os participantes terão acesso a uma festa repleta de atrações, com consumação de feijoada inclusa e caipirinha à vontade.

O entretenimento está garantido,  com muita música boa, karaokê, vários drinks, chopp Oktos, além de opções deliciosas como pipoca e algodão doce. Um animado bingo também fará parte das atividades, proporcionando momentos de descontração e diversão.

Toda a arrecadação do evento será destinada a projetos sociais da ReforAMAR, impactando positivamente a comunidade local. Junte-se ao bloco da ReforAMAR e faça do seu Carnaval uma celebração com propósito!
Para mais informações e compra de ingressos, acesse:         

Luciana Oliveira/Assessora de Imprensa

luciana@sollarcomunicacao.com.br (84) 98728-0813

Imagem relacionada à divulgação 


©2024 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN | Instagram:https://www.instagram.com/assessorn_

Petrobras lança novo processo seletivo para estágio de nível superior com vagas para o RN

Companhia reserva 30% das vagas para candidatos negros e 10% para pessoas com deficiência. Inscrições de 22/01/24 a 03/02/24: https://estagiopetrobras.ves.jobs 



A Petrobras lançou nesta quinta-feira (18/01) um novo edital para seu programa de estágio. Esse processo seletivo visa o preenchimento de mais de 180 vagas, além de formação de cadastro de reserva.
As inscrições devem ser realizadas de 22/01/24 a 03/02/24, por meio do site https://estagiopetrobras.ves.jobs/. Entre as etapas previstas no processo seletivo, estão prova objetiva online, vídeo entrevista e dinâmica de grupo online.
As oportunidades são para os estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Norte, Bahia, Minas Gerais, Amazonas, Ceará, Pernambuco, Bahia e Sergipe. O processo seletivo contempla estudantes dos cursos superiores de diversas áreas, tais como: Administração, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Análise de Dados, Biologia, Ciências Contábeis, Direito, Economia, Engenharias diversas, Geofísica, Geologia, Jornalismo, Marketing, Oceanografia, Psicologia, Publicidade e Propaganda, Química e Tecnologia da Informação.
Há reserva de 30% das oportunidades para candidatos negros (pretos ou pardos) e 10% para pessoas com deficiência. O regime de trabalho será híbrido, com atividades home-office e nas dependências da empresa. O regime do estágio será de 20 horas semanais, de segunda à sexta-feira.
Após quatro anos sem contratar estagiários, a Petrobras retomou seu programa de estágio com um processo seletivo lançado em maio de 2023. A companhia recebeu em outubro e novembro de 2023 um grupo de 200 estudantes oriundos deste processo. Esta nova seleção dá continuidade ao programa de estágio da Petrobras.
Durante a experiência na Petrobras, os estagiários terão oportunidade de conhecer e atuar nos projetos e operações da empresa, além de se desenvolverem por meio de treinamentos na Universidade Petrobras. Os estagiários também serão acompanhados por especialistas em gestão de projetos, passarão por mentoria de carreira e terão suporte técnico de especialistas da Petrobras.
Benefícios
A Petrobras oferece bolsa-auxílio mensal de R$1.825, vale-transporte (quando a empresa não oferecer transporte próprio), seguro contra acidentes pessoais, além de recesso remunerado de 15 dias a cada 6 meses, conforme prevê a legislação. A Petrobras também oferecerá cursos e treinamentos da Universidade Petrobras.
Programa de Estágio Petrobras 2024
Período de inscrições: de 22/01/24 a 03/02/24
Inscrições em: https://estagiopetrobras.ves.jobs/
Vagas: mais de 180 vagas e cadastro de reserva, divididas entre os estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Norte, Bahia, Minas Gerais, Amazonas, Ceará, Pernambuco, Bahia e Sergipe
Provas online: de 22/01/24 a 04/02/24
Cotas: 30% de reserva das vagas para negros (pretos e pardos) e 10 % para pessoas com deficiência.
Benefícios: Bolsa-auxílio mensal de R$1.825, vale-transporte (quando a empresa não oferecer transporte próprio) e seguro contra acidentes pessoais.
Por Gerência de Imprensa/ Comunicação e Marcas
Imagem relacionada à divulgação

©2024 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN | Instagram:https://www.instagram.com/assessorn_



Festa de São Sebastião de Parelhas se encerra nesse sábado

 

A Festa de São Sebastião de Parelhas caminha para sua reta final. O dia do padroeiro, 20 de janeiro, é marcado pela procissão de encerramento. A expectativa é que as programações religiosa e cultural contem com um número maior de participantes pela data coincidir com um final de semana.

Na programação religiosa, aconteceu na sexta-feira (19) o encerramento do novenário. Neste sábado (20), às 10 horas, acontece a Missa Solene, presidida pelo bispo de Caicó, Dom Antônio Carlos. A procissão de encerramento está marcada para às 17 horas e percorrerá as principais ruas da cidade, finalizando na igreja matriz de São Sebastião com missa e descida das bandeiras.

A paróquia também promoverá nesse sábado (20), a partir do meio-dia, o Leilão de Garrotes, no Centro Agropecuário Geraldo Cândido de Macêdo, com animação de Luiz do Peneirado.

 No palco do Pavilhão de São Sebastião, no sábado será show com Cipó de Boi. O espaço do Pavilhão também conta com Feira de Artesanato e quermesse com vendas de comidas e bebidas.

No palco de shows da prefeitura, sábado (20) será a vez de Placílio Diniz, Deto Edina e Circuito Musical.

A programação cultural desenvolvida pela Paróquia de São Sebastião de Parelhas tem o patrocínio da Lei Câmara Cascudo, Fundação José Augusto e Governo do RN, Rede de Drogarias Frei Damião e Vitaminas Neoquimica, Café Ouro Branco, Rede Mais Parelhas, Massas Real Sabor, Seridó Plast, MDias Supermercado, Real Trigo Atacado, Sorvetes Ster Bom, CGM e ARMIL Mineração. 

Por Assessoria de Imprensa

Imagem relacionada à divulgação


©2024 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN | Instagram:https://www.instagram.com/assessorn_



quinta-feira, 11 de janeiro de 2024

Marinho Chagas recebe homenagem com nome de viaduto na sua terra Natal


O viaduto que interliga a avenida Doutor João Medeiros Filho à rua Conselheiro Tristão, com acesso à Ponte Newton Navarro, no bairro-praia da Redinha, ganhou o nome de “Viaduto Marinho Chagas”. A Lei 11.665 que dá nome ao craque potiguar foi sancionada pela governadora Fátima Bezerra e publicada no Diário Oficial do Estado (DOU/RN) desta quarta-feira, 10 de janeiro, e já está em vigor nesta data. 
O viaduto é um importante meio de acesso entre a zona norte e praias do litoral norte e sul da capital potiguar.

O potiguar-natalense Francisco das Chagas Marinho construiu uma carreira de sucesso no futebol e faleceu aos 62 anos, no dia 1º de junho de 2014, em João Pessoa (PB), pouco mais de uma semana antes da abertura da Copa do Mundo, realizada no Brasil. 

Entre as maiores glórias de Marinho Chagas no futebol destacam-se:

Campeão potiguar pelo ABC em 1970; eleito melhor lateral esquerda do Mundial da Fifa em 1974; segundo maior futebolista sul-americano (1974); campeão do Torneio Bicentenário da Independência dos Estados Unidos em 1976, pela Seleção Brasileira; campeão paulista (1981), pelo São Paulo Futebol Clube; Bola de Prata da revista Placar para os melhores do Brasileirão (1972/73/81); eleito pela FIFA, segundo melhor lateral esquerdo do século 20, depois de Nilton Santos.

- Confira mais sobre Marinho Chagas em programa da TVU.

 Imagens relacionadas à divulgação/

Jornal de Brasília e Canindé Soares/2018

©2024 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN | Instagram:https://www.instagram.com/assessorn_

terça-feira, 9 de janeiro de 2024

Instituto Metrópole Digital abre vagas para professores substitutos de TI e Matemática

 Processo seletivo está com inscrições abertas até dia 15 de janeiro.  Salários são de até R$ 7 mil. Confira aqui edital e outras informações.

O Instituto Metrópole Digital, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (IMD/UFRN), está com vagas abertas para seleção de professor substituto/temporário de Magistério Superior. O processo seletivo é tramitado pela Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas e Desenvolvimento (Progesp/UFRN).
As inscrições abertas até dia 15 deste mês e podem ser feitas por meio do formulário on-line disponível no portal do SIGRH/UFRN . Para se inscrever, basta entrar no site, na aba Concursos, e seguir para Concursos Abertos, página na qual se encontra disponível tanto o Edital nº 152/2023 como o formulário de inscrição.
As vagas são para cadastro de reserva e os pagamentos variam de R$ 4,3 mil a R$ 7 mil, segundo as disposições do edital. As oportunidades são para docentes das áreas de Redes e Arquiteturas de Computadores, Algoritmos e Estruturas de Dados e Matemática.
Para concorrer, o candidato deve ter graduação e pós-graduação e todas as competências específicas dos candidatos deverão ser comprovadas por meio de documentação pedida no edital.
Seleção
O processo de seleção consistirá na realização de provas, que acontecerão entre os dias 4 e 24 de fevereiro. Os exames serão aplicados tanto presencialmente como remotamente, conforme decisão da unidade (além do IMD, outros setores da UFRN participam do processo seletivo).
As atas de todas as avaliações, contendo as notas dos candidatos, serão divulgadas nos quadros de aviso da unidade acadêmica (publicação oficial) e na página eletrônica do SIGRH.
O prazo de contratação do professor substituto terá como referência o término do período letivo.

Assessoria de Comunicação do Instituto Metrópole Digital/UFRN
☎ (84) 99229-6564
Imagem relacionada à divulgação 

©2024 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN | Instagram:https://www.instagram.com/assessorn_

sexta-feira, 22 de dezembro de 2023

Jovem com paralisia cerebral busca apoio para melhorar condições de moradia

Mateuzinho enfrenta muitos desafios, entre os quais acessibilidade onde mora. Contribuições em: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/um-novo-lar-para-mateuzinho

Mateuzinho, um adolescente de 14 anos, enfrenta desafios diários relacionados à sua paralisia cerebral e à falta de acessibilidade em sua residência. Sua mãe, Maria Graça, lida com dificuldades para entrar e sair da casa devido a obstáculos como uma calçada elevada e uma rampa íngreme. O interior da casa também apresenta limitações, especialmente a porta do banheiro, tornando difícil o uso da cadeira de rodas de Mateuzinho.

O nascimento de Mateuzinho é um capítulo doloroso. Quando a bolsa de Maria Graça rompeu, ela se viu numa dolorosa corrida contra o tempo para alcançar um hospital distante, sem recursos para a passagem. O dia que se seguiu foi repleto de angústia até que a tão necessária ajuda chegou. Infelizmente, as sequelas da baixa oxigenação manifestaram-se na forma de paralisia cerebral, desafiando Mateuzinho desde seu primeiro suspiro.

Para melhorar as condições de vida do jovem e proporcionar uma casa mais adequada, a ReforAMAR, a ONG das reformas, lançou uma vaquinha online. Todo o valor arrecadado será destinado para uma ação de reforma e trazer acessibilidade para o lar da família.

As contribuições podem ser feitas em:

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/um-novo-lar-para-mateuzinho

A ONG ReforAmar agradece antecipadamente por qualquer divulgação e apoio a esta causa!

Luciana Oliveira/Assessora de Imprensa

luciana@sollarcomunicacao.com.br

(84) 98728-0813

Imagem relacionada à divulgação

©2023 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN | Instagram:https://www.instagram.com/assessorn_

Postagens mais antigas Página inicial
Copyright © AssessoRN.com | Suporte: Mais Template