acesse o RN blog do jornalista João Bosco de Araújo [o Brasil é grande; o Mundo é pequeno]


quinta-feira, 27 de abril de 2017

Associação de Militares do RN e servidores de segurança apoiam mobilizações

ASSPMBMRN apoia mobilizações

A Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares do RN, e as demais associações dos servidores da segurança, apoiam as mobilizações marcadas para esta sexta-feira (28), contra a Reforma da Previdência e a Reforma Trabalhista. Enquanto entidade representativa, a associação convida os militares estaduais que não estiverem em serviço no dia a comparecerem aos atos programados.

“Somos profissionais e trabalhadores da segurança pública, portanto, temos o dever de lutar também contra os ataques aos direitos e garantias da classe trabalhadora. Estas reformas irão precarizar mais ainda os serviços prestados a população”, relata o presidente. [por assessoria de imprensa]

Servidores do MS no RN aderem à paralisação nacional nesta sexta

A exemplo de outras categorias do funcionalismo público federal, servidores que trabalham no Núcleo Regional do Ministério da Saúde no RN também aderiram à mobilização nacional, para esta sexta-feira (28), contra as reformas da Previdência e Trabalhista. Um grupo de servidores, reunidos esta semana no auditório do NEMS/RN, em Natal, discutiu os impactos da Reforma da Previdência que exclui direitos garantidos na Constituição Federal. A roda de conversa foi comandada por Francimar Maia e Rubens Barbosa, do Sindprevs/RN.

O ato de repúdio começa nesta sexta a partir das 15h, em Natal, com a concentração que ocorre na av. Salgado Filho, em frente ao IFRN, no cruzamento da Bernardo Vieira. No RN, entidades do serviço público federal aderiram ao movimento cívico, além de instituições civis e organismos da sociedade, com apoio da Igreja Católica e de Evangélicos. A ação ganha força não apenas na capital, mas em todo o interior do RN.
Foto relacionada à divulgação

Show de Ed Motta em Natal: Últimas senhas gratuitas ainda podem ser retiradas

O show, conduzido pela Sesi Big Band, acontece neste domingo, 30, e as pulseiras de acesso estão disponíveis para retirada no Concierge do Natal Shopping

Os potiguares amantes de jazz que ainda não garantiram sua entrada na edição de Natal do International Jazz Day, com Ed Motta e Sesi Big Band, ainda têm a chance de garantir lugar neste espetáculo que integra uma programação mundial. As últimas senhas para o show estão sendo distribuídas no Concierge do Natal Shopping.

O show, que é gratuito, acontece neste domingo, 30, a partir das 20h, no estacionamento externo do mall, que já se tornou espaço cativo para o público apreciador das boas músicas potiguar e nacional. Shows semelhantes serão realizados simultaneamente em mais de 185 países e em outras 13 cidades do Brasil.

O número de ingressos é limitado e a retirada está condicionada a duas pulseiras por CPF. Para quem quer participar da atração, a dica é não deixar para em cima da hora e garantir a sua senha o quanto antes. O evento terá ainda, área reservada com cadeiras para pessoas com prioridades, como idosos, pessoas com necessidades especiais e grávidas.

A realização do International Jazz Day - Natal fica por conta do Fest Bossa & Jazz e SESI em parceria com a UNESCO (responsável pelo evento no mundo) e o Natal Shopping. Os fãs podem esperar um repertório recheado de clássicos do cantor e compositor Ed Motta, acompanhados de melodias e arranjos da irreverente orquestra da Sesi Big Band, que tem sob o comando o maestro e saxofonista Eugénio Graça.

International Jazz Day

Desde a sua difusão nas primeiras décadas do século passado, o jazz tem a função de unir culturas e pessoas em torno da paixão pela música. Devido a essa característica peculiar do gênero, em novembro de 2011 a Unesco instituiu no calendário mundial o Dia Internacional do Jazz, comemorado desde 2012 no dia 30 de abril, sempre com grandes shows em todo o mundo.

Este ano, países como Estados Unidos, Alemanha, China, Rússia e Itália promoverão shows como forma de aderir à grande comemoração mundial, sendo a cidade sede do evento Havana, em Cuba. No Brasil, além de Natal, João Pessoa, São Paulo, Santos, Belo Horizonte e Niterói,  são algumas das cidades que também participam da festa.

Sobre Ed Motta

Ed Motta despontou no final dos anos 80 como o vigoroso cantor e um dos compositores e produtores da banda Conexão Japeri. Uma sensação instantânea no circuito carioca de shows, que o grupo confirmou em seu disco de estreia, “Ed Motta &Conexão Japeri” (Warner), em 1988, com canções como “Manuel”, “Vamos dançar”, “Baixo Rio” e “Um love”,  sucessos marcados por uma exuberante musicalidade e que introduziam fortes componentes do soul e do funk ao pop-rock. Ed Motta é cantor, compositor, multi-instrumentista, arranjador e produtor de renome internacional. [por assessoria de imprensa]

Crise alavanca empreendedores por necessidade

Diante da crise econômica que afeta a população brasileira nos últimos anos, nem todo mundo fica lamentando os índices de desemprego: muita gente aproveita o cenário aparentemente desfavorável para apresentar novas ideias ao mercado e avançar no empreendedorismo.

Há dois tipos de empreendedores: aqueles que iniciam um negócio por necessidade e outros que aproveitam a oportunidade. Em momentos de crise é comum que surjam muito mais empreendedores da primeira categoria, motivados pela redução dos postos de trabalho, além da inflação e a diminuição do poder de compra.

No âmbito empresarial, os empreendedores por necessidade tendem a cometer mais deslizes que podem prejudicar seu negócio. Portanto, o ideal para empreender no momento de crise em que impera a necessidade, algumas dicas podem ajudar a estimular e promover o sucesso do seu negócio.

De acordo com Rui Cadete, sócio-fundador da Rui Cadete Consultores Associados, manter os pés no chão é fundamental. O empreendedor precisa estar atento aos riscos e analisar quais as melhores opções de investimento. “Não se deixe levar pela emoção. Esteja alerta porque haverá dificuldades, mas o importante é ao errar, não desistir e recomeçar, caso haja necessidade. Além disso é importante analisar se vale a pena o investimento: crises econômicas passam e você deve pensar em formas de o seu negócio continuar existindo”, lembra.

Para empreender com sucesso, independente da situação, o empresário deve ser criativo e observar de que o mercado carece. É preciso estudar maneiras de destacar o seu produto. “Não precisa ser algo necessariamente novo, o importante é que o formato seja inovador. Mesmo que determinado produto ou serviço já exista, o empreendedor deve dar uma nova roupagem, por isso insisto em dizer, ser criativo nesse momento é fundamental”, reforça Rui.

A partir do momento da definição do que o mercado precisa é hora de estudar o público consumidor: qual o perfil daqueles que compram sua ideia, como eles se comportam, quais os destinos possíveis que os compradores esperam do seu produto? Tudo isso deve ser estudado e analisado de forma cautelosa. O contador recomenda também que o empreendedor tenha em mente que “em tempos de crise as pessoas tendem a controlar mais os gastos e evitam adquirir novos artigos, portanto seu negócio tem que unir a sua necessidade com a do cliente que está gastando menos”.

Por fim, uma dica essencial que pode parecer menos importante no calor das ideias, mas, para Rui Cadete, é basilar para o sucesso de um novo empreendimento: o cuidado com as finanças desde o início do negócio, e uma atenção especial na formação da equipe que fará parte desse projeto para ter as pessoas certas no lugar certo. “Muitas iniciativas obtêm sucesso e resistem a momentos difíceis por manterem a disciplina no controle financeiro. É preciso colocar todos os custos na ponta do lápis, ter o domínio sobre a saúde financeira do negócio, e ficar atento a todos os prazos estipulados pela legislação. Essa parte pode parecer difícil, mas se torna simples com o auxílio de um profissional especializado”, finaliza o empresário. [por assessoria]

Helicóptero da Secretaria de Segurança auxilia em prisões de suspeitos e apreensão de drogas

Potiguar 01 auxilia em prisões de suspeitos e apreensão de drogas nesta quinta-feira

A tripulação do helicóptero Potiguar 01, do Centro Integrado de Operações Aéreas (CEIOPAER) da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), auxiliou, nesta quinta-feira (27), outras forças de segurança do Estado em três operações ocorridas em Natal e Região Metropolitana.

Logo no início da manhã, a equipe fez parte da ação conjunta de Polícia Civil e Militar na Operação Leste - ocorrida nos bairros de Brasília Teimosa, Rocas e Ribeira – que culminou com a prisão de oito pessoas, sendo sete homens e uma mulher, durante cumprimento de mandados de prisão, busca e apreensão expedidos pela Justiça.


Logo em seguida, o Potiguar 01 foi deslocado ao bairro de Mãe Luíza para atuar no apoio a policiais do 1º Batalhão de Polícia Militar (1º BPM), que acabaram recuperando um veículo com registro de roubo e prendendo três suspeito do crime.

Já no final da manhã, a equipe do CEIOPAER ainda prestou auxílio para a Polícia Rodoviária Federal (PRF) na prisão de um homem que trafegava em um veículo tipo Celta nas proximidades da BR 101, em Parnamirim, portando cerca de 7 kg de maconha prensada. [Assessoria Imprensa Sesed]

Fotos relacionadas à divulgação

quarta-feira, 26 de abril de 2017

Cantora Roberta Campos apresenta o show "Todo Caminho é Sorte" em maio no RN

Roberta Campos apresenta Todo Caminho é Sorte em Fortaleza e Natal. Apresentações acontecem no mês de maio. A realização é da Opus e Estreia Produções

Todo caminho é sorte. A cantora e compositora mineira Roberta Campos - um dos novos nomes do time de grandes cantoras da MPB – sabe disso. Tanto que escolheu esta frase para nomear seu quarto CD. E a sorte – aliada à delicadeza de suas canções e de seu modo de cantar - apareceu em seu caminho. "Todo Caminho é Sorte" (Deck Disc) foi indicado a Melhor Álbum de MPB do Grammy Latino 2016, e a faixa Minha Felicidade foi tema de abertura da novela das seis da TV Globo, Sol Nascente, além de tocar nas principais rádios do país. Com realização da Opus e Estreia Produções, as apresentações acontecem no dia 27 de maio, no Teatro RioMar Fortaleza (CE) e 28 de maio, no Teatro Riachuelo (RN). Confira o serviço completo abaixo.

Com mais de 200 composições no currículo – entre elas “De Janeiro a Janeiro”, composição sua gravada com Nando Reis, que já atingiu a marca de 30 milhões de visualizações no YouTube, além de ter sido primeiro lugar em rádios de todo o Brasil -, Roberta é autora de grandes sucessos de trilhas de novelas: “Varrendo a lua” (Malhação – TV Globo), “Sete Dias” (Amor Eterno Amor – TV Globo), “Felicidade” (Além do Horizonte – TV Globo), “De Janeiro a Janeiro” (Sangue Bom – TV Globo).

Além de lançar seu novo CD, “Todo Caminho é Sorte”, Roberta estreou como escritora, com seu primeiro livro poesias, “Tudo que pertence ao meu futuro e ao seu” (Ed. Matrix).

TODO CAMINHO É SORTE
“Roberta Campos lança “Todo Caminho É Sorte”, seu quarto álbum (terceiro lançado por uma gravadora, a Deck). E (...) é justamente com aquela mesma pureza essencial – sem truque e nem maquiagem – que a cantora mineira constrói o novo trabalho. (...) ela continua em sua busca por preservar nas canções algo do espírito com que elas nasceram. Ainda se vale do impulso dos primeiros tempos, onde o que importa mesmo é o “registro de meus pensamentos e sentimentos”.  Marcus Preto

“Em Todo caminho é sorte, a cantora e compositora segue sua trilha autoral de afeto com passos lineares, sem querer impressionar ou pegar atalhos que, no caso, poderiam soar modernosos. No disco produzido por Ramos, Campos apresenta boa coleção de doces canções que versam sobre amor (e eventualmente a falta dele) e sobre natureza em clima zen, positivo.(...) Os passos musicais de Roberta Campos nunca são tortos. Todo caminho é sorte é mais um passo linear - mas firme em sua paradoxal suavidade e dado sem sobressaltos - na estrada ensolarada e amorosa seguida pela artista de janeiro a janeiro”. Mauro Ferreira

“Todo Caminho é Sorte” traz 12 faixas, todas de autoria de Roberta, com produção de Rafael Ramos. O disco conta com a participação de Marcelo Camelo e Marcelo Jeneci, além da primeira parceria de Fernanda Takai e Roberta Campos. As gravações de “Todo Caminho É Sorte” se dividiram entre os estúdios 12 Dólares (São Paulo) e Tambor (Rio de Janeiro).

ROBERTA CAMPOS
A mineira Roberta Campos se recorda se sentir paixão pela música ainda criança, com apenas quatro anos. Por muito tempo esse amor foi alimentado por uma brincadeira de cantar acompanhando os encartes dos discos de seus tios. Aos 11 anos, ganhou seu primeiro violão e sozinha aprendeu a tocar.

Logo, Roberta começa a se apresentar em eventos da escola em que estudava.  Com 18 anos, monta sua primeira banda. Em 1999, largou seu trabalho, estudou canto por oito meses e montou uma nova banda em Sete Lagoas, Pop Troti, com a qual se apresentou em diversas cidades da região durante três anos. Em 2003, deixou a banda e em 2004 mudou-se para São Paulo.

Em 2008, gravou sozinha, em casa, seu primeiro CD, “Para Aquelas Perguntas Tortas”, no qual cantou, tocou, compôs e produziu. Postou algumas músicas no MySpace e começou a ganhar fãs. A faixa “Varrendo a Lua” entrou na programação de rádios do segmento. Aos poucos, sua música delicada e cheia de personalidade foi conquistando mais gente.

A música chegou aos ouvidos dos produtores da Deck que chamaram Roberta para gravar um novo álbum, desta vez acompanhada de grandes profissionais e com a participação especial de Nando Reis em “De Janeiro a Janeiro”. “Varrendo a Lua” foi lançado em 2010 e abriu caminho para a carreira de Roberta. Músicas como a que dá o nome ao CD e “Mundo Inteiro” viraram hits e são cantadas em coro pelo público em cada apresentação. “De Janeiro a Janeiro”, também ficou no Top 10 das rádios do segmento e está na trilha sonora da novela “Sangue Bom".

Em 2012, Roberta entra em estúdio com Marcos Suzano e o baixista Dunga para gravar o álbum "Diário de Um Dia". É um disco com muitas cordas e menos guitarras, no qual as duas canções que tiveram guitarra, foram gravadas por Davi Moraes. Roberta gravou neste álbum uma canção de Paulinho Moska, chamada "Meu Nome é Saudade de Vc", "Carne da Boca" de Frejat com Mauro Sta. Cecília e Guto Goffi e "Quem Nos Dera" de Zélia Duncan e Leoni. A canção “Sete Dias”, de Roberta Campos em parceria com Danilo Oliveira entrou na novela global "Amor Eterno Amor".

Seja cantando suas próprias canções ou interpretando músicas de outros artistas, a personalidade de Roberta sobressai. Assim são suas versões de “Vinte Nove” (Legião Urbana), “Quem Sabe Isso Quer Dizer Amor” (Márcio Borges e Lô Borges) e “José” (de Georges Moustaki, na versão de Nara Leão), esta parte da trilha de “Amor e Revolução”, nova novela do SBT.

Em agosto de 2014, Roberta lançou o EP "Maior Que o Mundo", com o single que dá nome ao EP e que tocou em todas as rádios do Brasil. A canção "Maior Que o Mundo" é um uma versão em português do sucesso de Ed Sheeran, "Lego House". Também em 2014, teve a canção "Eu Era Feliz", gravada no disco do Pato Fu. A composição é de autoria de Roberta em parceria com Ricardo Koctus e John Ulhoa, integrantes do Pato Fu. Nando Reis também gravou “De Janeiro a Janeiro” em seu DVD, gravado em Belo Horizonte, assim como o grupo Nenhum de Nós, que gravou composição de Roberta e Thedy Correa em seu mais recente CD, com participação especial da cantora.

Duração: 120min.
Classificação: Livre

Realização: Estreia Produções e Opus Promoções

DIA 27 DE MAIO, NO TEATRO RIOMAR FORTALEZA (CE)

DIA 28 DE MAIO, NO TEATRO RIACHUELO (RN)

NATAL (RN)

Dia 28 de maio

Domingo, às 20h

Teatro Riachuelo (Av. Bernardo Vieira, 3775 / Natal – RN)
www.teatroriachuelonatal.com.br

INGRESSOS:
Setor
Inteira
Meia-Entrada
Frisas (03 a 06)
R$ 60,00
R$ 30,00
Frisas (01 e 02)
R$ 80,00
R$ 40,00
Balcão Nobre
R$ 80,00
R$ 40,00
Plateias B
R$ 100,00
R$ 50,00
Camarotes
R$ 100,00
R$ 50,00
Plateia A
R$ 120,00
R$ 60,00
CANAIS DE VENDAS OFICIAIS:
Bilheteria do Teatro: Shopping Midway Mall - Av. Bernardo Vieira 3775 - piso L3 (terça a sábado, das 12h às 21h, domingo e feriado, das 14h às 20h)
Site: www.ingressorapido.com.br
Televendas: 4003 1212

Assessoria de imprensa do Teatro Riachuelo:
Luciana Oliveira – luciana@sollarcomunicacao.com.br 84 98728-0813
Foto relacionada à divulgação

Presidente da ASSPMBMRN é convidado para audiência pública que discutirá Plano de combate a homicídios no RN

O debate acontece nesta quinta (27), a partir das 14h30, no plenário da Assembleia Legislativa do RN

Com a finalidade de conter a crescente violência no Rio Grande do Norte, haverá uma audiência pública nesta quinta-feira (27), na Assembleia Legislativa do RN, para discutir uma ação emergencial no estado. O presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares do RN, Eliabe Marques, estará presente no debate, a convite da deputada Márcia Maia, propositora da audiência. O debate acontece nesta quinta (27), a partir das 14h30, no plenário da ALRN.

A ideia é dar início a um Plano de combate a homicídios no RN, crime este que colocou o estado como o mais violento do país, segundo ranking divulgado no início de Abril pela ONG mexicana Conselho Cidadão para Segurança Pública e Justiça Penal. Na lista divulgada, que possui 50 cidades, sendo 19 delas brasileiras, a Grande Natal lidera com 69,56 homicídios para cada grupo de 100 mil habitantes. Belém e Aracaju aparecem em seguida, como as cidades brasileiras mais violentas. Os dados são referentes a 2016.

Para o subtenente Eliabe Marques, é de extrema importância para a sociedade ter espaços como este, abertos para o debate e construção de ideias. “A audiência pública é uma excelente forma de discutir uma das demandas mais relevantes hoje para a população, a segurança pública. A Associação dos Subtenentes e Sargentos está honrada com o convite e ciente da responsabilidade que é buscar soluções”, frisa o presidente da ASSPMBMRN. [por assessoria de imprensa]

Projeto de Lei de senadora do RN que institui a Política Nacional de Leitura e Escrita é aprovado no Senado

Senado aprova projeto que institui a Política Nacional de Leitura e Escrita

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) do Senado Federal aprovou ontem (25), o Projeto de Lei (PLS) 212/16, da senadora Fátima Bezerra, que institui a Política Nacional de Leitura e Escrita. O projeto institui a Política como estratégia permanente para a promoção do livro, da leitura, da escrita, da literatura e das bibliotecas de acesso público.

Os objetivos são, dentre outros:

Desenvolver a economia do livro como estímulo à produção intelectual e ao fortalecimento da economia nacional por meio do fomento ao mercado editorial e livreiro, a feiras de livros, a eventos literários e à aquisição de acervos físicos e digitais para bibliotecas de acesso público;

Democratizar o acesso ao livro por meio de bibliotecas de acesso público, dentre outros espaços de incentivo à leitura, para ampliar os acervos físicos e digitais;

Valorizar a leitura por meio de campanhas e eventos de difusão do livro, da leitura, da literatura e das bibliotecas;
As diretrizes buscam:
Universalizar o direito ao acesso ao livro, à leitura, à escrita, à literatura e às bibliotecas;

Fortalecer o Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas, no âmbito do Sistema Nacional de Cultura;

Articular com as demais políticas de estímulo à leitura, em especial com a Política Nacional do Livro;

Reconhecer a cadeia criativa, produtiva, distributiva e mediadora do livro, da escrita, da leitura e das bibliotecas como integrantes fundamentais da economia criativa.

“Queremos dar ao livro, à leitura, à escrita e às bibliotecas o status de política pública de Estado. O legislativo precisa aprovar ações e políticas públicas como esta que garantam à população o acesso aos livros, a leitura, a escrita e a bibliotecas. Isso possibilitará tornar o Brasil um país de leitores. Uma nação desenvolvida se faz, fundamentalmente, com investimentos em educação e cultura”, destacou a senadora Fátima Bezerra.

A proposta, que foi aprovada por unanimidade, segue para a Câmara dos Deputados e, caso seja aprovada sem alterações, seguirá para sanção presidencial. [Fonte: Câmara Brasileira do Livro]
Foto relacionada à publicação

Potiguares que contribuíram no passado para a transposição do São Francisco

Senado lembra potiguares que contribuíram para transformar a transposição em realidade

Ao comemorar, da tribuna do Plenário, a assinatura do contrato – entre o Ministério da Integração Nacional e o Consórcio Emsa-Siton para a conclusão das obras do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco, o senador Garibaldi Filho lembrou a participação decisiva, no passado, de potiguares para que a obra pudesse ser iniciada. Entre outros, ele citou o ex-ministro Aluízio Alves, o empresário Bira Rocha e o engenheiro Rômulo Macedo.

“A obstinação do ministro Helder Barbalho em viabilizar a conclusão da obra me fez lembrar de um homem público que fez dessa luta pela transposição a marca de sua passagem pelo então Ministério da Integração Regional. Ele teve ao seu lado o empresário Bira Rocha e o engenheiro Rômulo Macedo. Todos se empenharam e conseguiram concluir, ainda no governo Itamar Franco, o projeto que hoje está perto de ter concluída sua execução”, afirmou Garibaldi Filho.

Sob o comando do então ministro Aluízio Alves, Bira Rocha – em 1994 ocupando a Secretaria Nacional de Irrigação – recuperou estudos feitos por Mário Andreazza (ministro do Interior no governo João Baptista Figueiredo) e comandou a equipe que elaborou o projeto de engenharia da transposição. “Esse trabalho da época do governo Itamar Franco hoje está perto de ser concluído pelo governo Michel Temer, depois das obras executadas nos governos de Lula e Dilma”, completou Garibaldi.

Segundo o senador potiguar, a previsão é que as águas da transposição do São Francisco cheguem ao Rio Grande do Norte até o final do ano. Ele destacou a luta das bancadas do Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Ceará para que as obras pudessem ser concluídas. Garibaldi também informou que a retomada dos serviços proporcionará a abertura de 4 mil novos empregos. [por assessoria de imprensa]

terça-feira, 25 de abril de 2017

Notas da Casa Durval Paiva

Saiba tudo o que acontece na Casa Durval Paiva...

ROTAS DO RN
A campanha do Diagnóstico Precoce chega às cidades de Canguaretama, Goianinha, Monte Alegre, Brejinho, Nísia Floresta e Santo Antônio. A caravana da Casa Durval Paiva visita escolas, comércio e rádios locais divulgando os principais sinais e sintomas do câncer infanto juvenil.

CESTA BÁSICA
Nesta terça, 25/04, às 14h, acontece na Casa Durval Paiva a reunião da Cesta Básica para as famílias assistidas de Natal. A cada mês, são distribuídas cerca de 250 cestas e fornecidas mais de 3.200 refeições na Casa, graças ao apoio da sociedade potiguar.

FIQUE LIGADO!
Todas as quartas à tarde, a equipe multidisciplinar da Casa Durval Paiva participa de entrevistas para rádios do RN, levando informações sobre o diagnóstico precoce e o suporte dado ao tratamento do câncer e doenças hematológicas crônicas. Sintonize e fique bem informado. http://bit.ly/2o8kZFL

RENOVAÇAO E ESPERANÇA
Alegria, renovação e esperança foram os sentimentos que deram mais cor e sentido a festa de Páscoa das crianças e adolescentes da Casa Durval Paiva na última quinta, 13/04. Agradecemos a todos que colaboraram para o sucesso do evento. Confira fotos http://bit.ly/2pc0pnB e matéria da Inter Tv Cabugi. https://glo.bo/2pHB19r

#DOAÇÃOLEGAL
Há diversas formas de ajudar as crianças e adolescentes da Casa Durval Paiva através da Campanha #Doaçãolegal. Quer colaborar? Cadastre-se em http://bit.ly/2fgxcQX e escolha a forma de doar.

Casa de Apoio à Criança com Câncer Durval Paiva
Assessoria de Comunicação
(84) 4006.1600/ 9981-3474/ 9622-4544
Na luta contra o câncer, quanto mais cedo, melhor!
Sandra Cerqueira - Assessora de Imprensa
sandracerqueira@hotmail.com
Fotos relacionadas à divulgação

CAE aprova projeto que facilita transição na troca de prefeito, governador e presidente da República

A Comissão de Serviços de Assuntos Econômicos (CAE) aprovou na manhã desta terça-feira (25) parecer do senador Garibaldi Filho favorável ao projeto do senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) que regulamenta a transição administrativa dos Poderes Executivos da União, estados, Distrito Federal e municípios. O PLS 55/2017 – Complementar prevê, no âmbito da Lei de Responsabilidade Fiscal, a criação de comitê de transição de governo a cada troca de presidente da República, governador e prefeito.

“A transição democrática entre governos, de preferência mediante a formação de comitês de transição, deve ser sempre desenvolvida entre os que concluem seus mandatos e os recém-eleitos. Uma boa transição deve preparar o caminho de quem está chegando, para que a continuidade do serviço público não seja prejudicada pela mudança. A boa transição deve também impedir que o candidato eleito tenha surpresas desagradáveis quando assumir o cargo”, opinou Garibaldi Filho.

A proposição também determina que os chefes do Poder Executivo da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, cujo mandato esteja por encerrar-se, devem constituir em até dez dias após a homologação do resultado das eleições, a comissão de transição de governo. Tal colegiado deverá ser integrado por membros das áreas de gestão administrativa, financeira, patrimonial e de pessoal e por pelo menos dois membros indicados pelo candidato eleito.

Caberá à comissão de transição apresentar ao chefe do Poder Executivo eleito vários documentos, entre eles a Lei Orçamentária Anual e Lei de Diretrizes Orçamentárias para o exercício seguinte, o demonstrativo dos saldos disponíveis, transferidos do exercício que se encerra para o exercício seguinte (contendo termo de conferência de saldo em caixa, termo de verificação de saldos bancários, conciliação bancária, relação de valores pertencentes a terceiros e regularmente confiados à guarda da Tesouraria).

A comissão também deverá entregar balancetes mensais referentes ao exercício que se encerra, demonstrativo da Dívida Fundada Interna (as operações de crédito e elementos que possibilitem a estimativa da Dívida Flutuante), relações dos compromissos financeiros de longo prazo (decorrentes de contratos de execução de obras e serviços, consórcios, convênios e outros, caracterizando o que já foi pago e o saldo a pagar) e inventários atualizados dos bens patrimoniais.

Outros documentos obrigatórios são a relação identificando o número de servidores efetivos, comissionados e outros; demonstrativo das obras em andamento; relatório circunstanciado da situação atuarial e patrimonial do órgão previdenciário; situação presente dos débitos previdenciários; relação dos precatórios pendentes de pagamento; relação dos contratos vigentes relativos a prestação de serviços e fornecimento de materiais, produtos ou serviços; e relatório da situação presente dos débitos relativos a pagamento de pessoal e de fornecedores e contratados. [por assessoria de imprensa]

Presidente da ASSPMBMRN considera medidas para reforma fiscal prejudiciais ao servidor estadual

O Plenário da Câmara dos Deputados rejeitou nesta última semana, por 303 votos a 51, o destaque do PSOL ao Projeto de Lei Complementar (PLP) 343/17 que pretendia retirar do texto as contrapartidas exigidas aos estados em nome da suspensão do pagamento de suas dívidas com a União. Para o presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais e Bombeiros Militares, Eliabe Marques, a rejeição é uma “traição aos servidores estaduais”.

“Nós, representantes dos trabalhadores de modo geral, não temos nada contra a União repactuar as dívidas com os Estados. Porém, não concordamos que essa repactuação seja feita à custa do sacrifício dos servidores públicos. Não é justo agora quererem que os servidores paguem essa conta, fruto dessa ingerência dos Governos. Isso é o que não concordamos”, explica o subtenente Eliabe Marques.

Dessa maneira, o PLP 343 avança para ser aprovado trazendo um pacote de prejuízos para os servidores estaduais, dentre eles o aumento da alíquota previdenciária para no mínimo 14 % e instituição de alíquota complementar provisória, a privatização de empresas, o congelamento de salários e o cancelamento de subsídios tributários. “Além de tudo, este PLP vai precarizar ainda mais o serviço público prestado à população. Penaliza não apenas os servidores, mas principalmente a comunidade que necessita dos serviços públicos”, acrescenta o presidente da ASSPMBMRN.

Todos os deputados do Rio Grande do Norte votaram contra a retirada dos servidores estaduais do PLP 343. Foram eles: Antônio Jácome (PTN), Beto Rosado (PP), Fábio Faria (PSD), Felipe Maia (DEM), Rafael Motta (PSB), Rogério Marinho (PSDB), Walter Alves (PMDB) e Zenaide Maia (PR).

Nesta terça-feira (25) é votado o destaque da bancada do PDT, emenda 24, que tem o propósito também de retirar os servidores públicos do PLP. Em termos práticos, precisam ser revertidos ao menos 50 votos, dos 303 que votaram pela permanência dos servidores estaduais. [por assessoria de imprensa]

Foto relacionada à divulgação

Abril Verde culmina com evento em Memória às Vítimas de Acidentes e Doenças do Trabalho

Marcando o ponto alto das atividades do Abril Verde, mês dedicado à discussão e reflexão sobre como melhor prevenir acidentes e doenças do trabalho, o Dia em Memória às Vítimas de Acidentes e Doenças Relacionadas ao Trabalho será realizado na próxima sexta-feira (28).

O evento é uma promoção da Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN (Sesap), em parceria com o Ministério Público do Trabalho (21ª Região), através do Cerest do RN, Regional Natal e Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora. O encontro irá se realizar no auditório do Ministério Público do Trabalho.

Os agravos relacionados à saúde do trabalhador e as medidas de prevenção e proteção pelos órgãos competentes serão discutidos num evento que tem como tema central “A terceirização e a precarização do trabalho”, tema tão discutido na atualidade.
Abril Verde

Durante este mês, os Centros Regionais estão realizando encontros, palestras, seminários, debates, mobilizações sociais, sinalizações com o símbolo do laço verde e iluminação esverdeada de edificações públicas ou privadas em referência à segurança e à saúde do trabalhador, em ações coordenadas pelos Núcleos Regionais de Saúde do Trabalhador (Nursat’s).

A coordenadora do Cerest Estadual, Daniella Oliveira, explica que o mês de Abril Verde é totalmente dedicado à discussão da prevenção de acidentes e doenças do trabalho. “A temática de Saúde e Segurança precisa ser levada para os diversos territórios, desde ambientes de trabalho, escolas, sindicatos até as empresas e instituições privadas”.


O Movimento Abril Verde luta para marcar o mês de abril com a cor da segurança no trabalho no calendário nacional, dando-lhe mais visibilidade e manifestações de apoio à causa. [Comunicação Sesap]

Artigo Casa Durval Paiva: Autonomia e Independência do Paciente Oncohematológico

Lady Kelly Farias da Silva
Terapeuta Ocupacional da Casa Durval Paiva
Crefito 14295-TO

Já pensou em algum momento da vida depender de alguém para realizar por você algumas atividades de vida diária, como por exemplo, escovar seus dentes, ou quem sabe te dar comida, ou até te dar banho? Pois é, o paciente em tratamento oncológico ou hematológico passa por diversas alterações e transformações bruscas na rotina de sua vida diária e pode vir a necessitar em alguma fase da intervenção do profissional terapeuta ocupacional. O que antes era realizado com facilidade, no que se refere a atividade mais simples, passa a ser um grande desafio.

E estas atividades realizadas por pessoas que não possuem nenhuma deficiência acabam por parecer de menor valor, ações estas que muitas pessoas com algum tipo de limitação dariam tudo para fazê-las com o mínimo de autonomia.

A terapia ocupacional atua na reabilitação física, funcional, cognitiva, social e psíquica, do paciente, sempre fazendo uso de atividades recreativas, lúdicas, artísticas e expressivas com as crianças. Utilizamos recursos manuais, exercícios terapêuticos, massagem, alongamento e relaxamento, além de técnicas de controle da dor e da fadiga. Também na indicação de órteses  que são aparelhos utilizados para melhorar a posição das diversas partes do corpo. Esse recurso além de auxiliar na autoconfiança e bem-estar, proporciona a independência e autonomia do paciente, tanto na fase de tratamento, quanto pós-tratamento.

De acordo com o plano de tratamento, durante as atividades de prevenção e reabilitação buscamos retomar a independência, visando contribuir e acelerar na recuperação do enfermo através de uma intervenção individualizada, de acordo com a especificidade de cada um.

Diante dessa realidade constatada entre as crianças e adolescentes da Durval Paiva, a terapia ocupacional tem sua participação proporcionando maior qualidade de vida, com o intuito de devolver o direito de ser do paciente em suas ocupações, avaliando seus afazeres caseiros como: vestir-se, dentre outras atividades da vida diária, observando sua vida social, com quais pessoas convive, a situação financeira no qual está inserido, assim como, suas opções de lazer.

Imagine alguém que até então nunca conseguiu tomar seu banho sozinho, de repente tem suas condições físicas melhoradas e consegue realiza-lo sem a ajuda de ninguém, realmente não dá para comparar a sensação que esse paciente tem ao executar esta tarefa que antes lhe era impossível.

Para muitos, alguns avanços são pequenos demais, porém, para outros, um simples passo é algo grandioso. A terapia ocupacional compreende o significado e a importância disso e, através de um olhar individualizado, leva o paciente a uma reflexão para que perceba que tem possibilidade de agenciar sua própria vida, trazendo de volta sua autonomia e independência.
Casa de Apoio à Criança com câncer Durval Paiva
Assessoria de Comunicação
Foto relacionada à divulgação

Arcebispo do RN convoca fiéis para se posicionarem contra reformas que tramitam no Congresso do País

O Arcebispo Metropolitano, Dom Jaime Vieira Rocha, convocou os fiéis católicos para se posicionarem contra as reformas que tramitam no Congresso Nacional, como a trabalhista e a da Previdência. Ele também convoca os fiéis para participarem das manifestações contra tais reformas, que acontecerão, em todo o País, na próxima sexta-feira, dia 28.

Dom Jaime fez a convocação antes de embarcar para a cidade de Aparecida (SP), onde participará da 55ª Assembleia Geral dos Bispos do Brasil, de 26 de abril a 4 de maio. O evento deve reunir cerca de 300 bispos, de todo o País.

Ouça AQUI, o áudio com a convocação do Arcebispo.
Assessoria de Comunicação
Arquidiocese de Natal (84) 3615-2800
           pascom@arquidiocesedenatal.org.br                    
foto relacionada à divulgação


Mudanças na contabilidade aproximam o contador do cliente

Implantação do Sped, padronização das normas internacionais e maior dinamicidade nas operações mudam a rotina da atividade da contabilidade

Neste 25 de abril comemora-se o Dia da Contabilidade e aquela impressão da profissão contábil repleta de relatórios, dados financeiros e planilhas que são fechadas com o auxílio da velha calculadora distancia-se cada vez mais da realidade do mercado atual. Com o advento da “contabilidade digital”, que envolve operações como nota fiscal eletrônica e uma infinidade de programas que agilizam e dinamizam o processo contábil, além da padronização das normas internacionais da área, é exigido do profissional uma postura cada vez mais proativa.

Não apenas as mudanças legislativas, mas também as mudanças tecnológicas impactaram, e muito, o cenário da contabilidade. Um diferencial para qualquer empresa contábil é a qualidade e rapidez dos serviços prestados. “Estar sempre atualizado e preparado para as legislações da nossa área é um hábito indispensável. Os caminhos são buscar cursos, palestras, atividades e congressos para se atualizar constantemente. Além de muita leitura, tanto sobre assuntos da contabilidade quanto sobre assuntos gerais”, comenta Rui Cadete, sócio-fundador da Rui Cadete Consultores Associados.

Dentre as mudanças do novo cenário da área estão a nova forma eletrônica de autenticação e armazenamento de notas fiscais eletrônicas (NF-e), livros diários, balancetes e balanços. Rui Cadete explica que aderir à contabilidade digital há muito deixou de ser apenas uma tendência, agora, com as novas exigências legais, passa a ser uma obrigação, que cobra das empresas o processo de informatização em busca da transparência, uma vez que há muito mais fiscalização por parte do poder público. “Além disso, esse processo eletrônico ainda agiliza a rotina das empresas de contabilidade e permite uma dinamicidade e interação maior com os clientes, sejam eles pessoas físicas ou jurídicas”, comenta o contador.

Também faz parte da nova rotina dos contadores a adaptação das regras às normas internacionais, que visam padronizar o processo contábil em nível global. “Essa foi uma adaptação necessária em todos os países que facilitou muito a comunicação empresarial. O processo era difícil por ser realizado de forma diferente em cada país, mas agora unificou-se a linguagem contábil de forma global. Foi outra inovação com a qual tivemos que conviver nos últimos anos”, complementa o gestor.


Para acompanhar as mudanças, o profissional contábil precisa, ainda de acordo com Rui Cadete, estar diariamente atento às novidades e demandas, sob pena de “ficar para trás”, defasado em conhecimentos, além do risco de perder a sua clientela, cada vez mais exigente. [por assessoria de imprensa]

Artigo Casa Durval Paiva: Garantia e efetivação dos direitos dos pacientes oncológicos e hematológicos

Por Cícera Katiucia da Silva
Assistente Social - Casa Durval Paiva
CRESS/RN 3595

Em função da desintegração do estado de bem-estar, as políticas sociais compensatórias têm como consequências a assistência de maneira insuficiente, pois o poder público passa a garantir o mínimo necessário à sobrevivência da população.
É comum responsabilizarmos apenas as famílias pela situação em que se encontram, quando na verdade, cabe ao Estado satisfazer as necessidades sociais básicas e efetivar os direitos sociais a todos.

A partir da década de 1980, ocorre o processo de redemocratização, mobilização esta que culminou na aprovação da Constituição Federal de 1988 e garantiu aos brasileiros o reconhecimento dos seus direitos e igualdade de todos perante a Lei, sem distinção de qualquer natureza. No entanto, é negado o exercício da cidadania, uma vez que a sociedade não dispõe dos serviços básicos garantidos por lei.

O que observamos, muitas vezes, é a ausência do Estado na garantia e efetivação desses direitos, realidade essa vivenciada por crianças e adolescentes com câncer e doenças hematológicas crônicas assistidas pela Casa Durval Paiva, quando a rede de atendimento do seu município não funciona de forma coesa, negligenciando desta forma o direito desses sujeitos.  É importante destacar aqui que o direito deve ser garantido a todos independente de raça, gênero, idade ou classe social.

Alguns motivos pelos quais crianças e adolescentes são vitimas de negligência por parte das famílias e/ou Estado (não efetivação dos direitos conforme preconiza o Estatuto da Criança e do Adolescente - ECA), são as dificuldades postas pelo modelo neoliberal que culminam na redução do setor público, preconizando, desta forma, a idéia de que o Estado mínimo deve responder apenas as necessidades mais imediatas da população, unindo-se a isso os problemas do meio intrafamiliar.

Diante dessa realidade, o ECA com a finalidade de assegurar o desenvolvimento social garantindo a liberdade e a dignidade, bem como os direitos sociais e pessoais de crianças e adolescentes, estabelece diretrizes que oportunizam e favorecem a garantia e efetivação desses direitos, uma vez que prevê a formulação de Políticas Sociais a partir da articulação de ações governamentais. É importante citar as ações assistenciais prestadas pela Casa de Apoio (ações não governamentais) que contribuem para a garantia e efetivação dos direitos infanto juvenis.

Diante disso, compreender a situação da criança e do adolescente no âmbito da sua política de atendimento, não implica analisá-los de forma dissociada dos demais conjuntos da sociedade, ou seja, separá-los da realidade externa que atinge as famílias pauperizadas, pois como preconiza o ECA as políticas de atendimento à criança e ao adolescente que visam à proteção integral não atuam isoladamente. Portanto, para intervir na realidade das crianças e adolescentes assistidas pela Casa de Apoio cabe ao assistente social compreender as mudanças ocorridas na Política Social, por interferência direta da postura econômica e política que propõe o neoliberalismo, fundamental para situar o atendimento prestado à criança e ao adolescente nos seus direitos mais elementares como saúde, educação e assistência social.

Assim, é importante decifrar esses determinantes sociais para atuar de forma a enfrentar a realidade vivenciada por crianças e adolescentes com câncer e doenças hematológicas crônicas, por meio de alternativas que garantam o acesso dessa população aos seus direitos, conforme propõe a legislação em vigor.
Casa de Apoio à Criança com câncer Durval Paiva
Assessoria de Comunicação
Foto relacionada à divulgação

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Nova metodologia de gestão pode alavancar negócios

Minicurso gratuito vai compartilhar novas ferramentas empresariais visando à qualidade dos produtos e serviços

Com o objetivo de auxiliar os pequenos e médios empresários a impulsionarem seus negócios, a Estácio Zona Norte promove o curso “Ferramentas estratégicas de apoio à gestão”. Além dos empresários, alunos da graduação e pós-graduação poderão participar do evento que acontece nesta quarta-feira (26), às 19h, gratuitamente. Em destaque, a metodologia Lean Six Sigma será trabalhada com os participantes.

O Six Sigma (ou Seis Sigma) é uma metodologia para redução de custos através da melhoria sistemática nos processos, eliminando defeitos e não conformidades. É uma estratégia gerencial para acelerar o aprimoramento em processos, produtos e serviços. De acordo com a coordenadora do curso de Administração da Estácio Zona Norte, Carolline Candeias, com esta ferramenta, os empresários poderão ampliar a qualidade de seus negócios. “Atualmente, são os pequenos detalhes que fazem a diferença na concorrência. Oferecer um serviço e produto excelente ganha a clientela e pode manter o crescimento da empresa mesmo em tempos de crise”, salienta.

Para ministrar a palestra, foi convidado o mestre em Administração, Emanuel Cajá. Ele possui 15 anos de experiência profissional em indústrias multinacionais, com atuações nas áreas de desenvolvimento de pessoas, projetos, e destaque para Logística e Comercial. Segundo Cajá, a metodologia que será ensinada tornou-se popular entre empresas de todo mundo devido à sua eficiência e eficácia comprovada. “O Six Sigma é utilizado em todas as multinacionais líderes em seus segmentos, como também nas empresas de médio e grande porte que visam buscar um diferencial competitivo em seus mercados”, ressalta.

Para inscrições, o interessados devem acessar o link: https://convictus1.typeform.com/to/ZR42Sj . Mais informações pelo telefone: (84)3674.8570 [por assessoria de imprensa]
Postagens mais antigas Página inicial
Copyright © AssessoRN.com | Suporte: Mais Template