acesse o RN blog do jornalista João Bosco de Araújo [o Brasil é grande; o Mundo é pequeno]

terça-feira, 17 de dezembro de 2019

Livro Água de Grau fala sobre a juventude em Macau dos anos 60 e 70; Lançamento nesta quarta

O jornalista Tadeu Oliveira lança, nesta quarta-feira (18), no Café da Praça no Natal Shopping, o livro que conta fatos ocorridos na terra das salinas

O cotidiano e lembranças nos idos dos anos 60 e 70, vivenciadas em Macau (RN), e que marcaram a história da juventude da época, são o cenário do livro “Água de Grau – Macau que ainda se busca”. Escrito pelo jornalista e sociólogo Tadeu Oliveira, que, após lançamento em Macau, ocorrido no último sábado (7) durante as festividades de Nossa Senhora da Conceição, chega em Natal para uma noite de autógrafos. Será nesta quarta-feira (18), no “Café da Praça”, na Praça de Alimentação do Natal Shopping, no bairro de Candelária, em Natal.

Após pesquisa e um mergulho em suas memórias, Tadeu Oliveira conta, em detalhes, as histórias de sua juventude, marcada pela descoberta de paixões, família e por sua cidade natal. “São momentos que por anos estiveram apenas na minha memória. Agora, neste livro, revivo passagens muito significativas e que me ajudaram a crescer”, pontua o autor.

O lançamento em Macau foi uma homenagem à sua origem. “A cidade esteve em festa. Estou feliz em ter entregue essa obra, que é uma realização pessoal muito especial”, explica Oliveira que mora em Natal (RN), onde é o diretor-presidente da Smart Comunicação, instituto de Pesquisa e Opinião, e assina a Coluna Anote, veiculada na edição de sábado do jornal Tribuna do Norte". Agora, em Natal, poderei apresentar minha obra aos amigos que sempre ouviram minhas histórias. Trago comigo um pouco de Macau para aqueles que aqui, em Natal, residem", explica.

Um dos capítulos do livro narra o momento conflitante quando sua família deixa Macau, em 1974, ano da instalação do terminal salineiro em Areia Branca (Porto Ilha), desativando completamente o porto de Macau. “Era tempo de crise econômica, Macau não era mais aquela onde era fácil a circulação de dinheiro. Com a mecanização das salinas, uma demanda de trabalhadores braçais ficou sem ter o que fazer. Alguns encontraram no álcool o caminho para encarar o desânimo”, conta.

O prefácio é assinado pelo advogado Luiz Sérgio de Melo Neto, com apresentação do jornalista Ivo Freire. “A antiga usina de moagem de sal, ilhada pelas águas de grau, impressiona o menino curioso e observador no início dos anos 60. A lida dura do pai dele, seu Vicente Camilo de Oliveira, nas salinas marcou sua história que agora é registrado neste livro”, cita Freire na apresentação da obra.

Sobre o livro

Composto por 18 capítulos, o livro conta com 80 páginas. Entre os capítulos, fotografias ilustram a narrativa da publicação, que tem tiragem limitada. Foram dois anos de escrita e sua finalização contou com a participação de gabaritados profissionais gráficos e de comunicação.

Serviço

Lançamento e noite de autógrafos do livro “Água de Grau – Macau que ainda se busca” - Edição Natal (RN)

Data: 18 de dezembro de 2019

Horário: 18h às 21h

Local: Café da Praça - Praça de Alimentação, Natal Shopping, Candelária, Natal (RN)
Por assessoria de imprensa
Foto relacionada à divulgação

©2019 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © AssessoRN.com | Suporte: Mais Template