acesse o RN blog do jornalista João Bosco de Araújo [o Brasil é grande; o Mundo é pequeno]

sábado, 31 de março de 2018

História: Círculo de Trabalhadores Cristãos de Lagoa Seca, em Natal


CTC de Lagoa Seca ou antigo “Círculo Operário de Lagoa Seca” foi inaugurado em 1954 com missa celebrada pelo então padre Eugênio de Araújo Sales

Fundado em 07 de fevereiro de 1954, o Círculo de Trabalhadores Cristãos de Lagoa Seca (CTCLS), denominado de CTC de Lagoa Seca, e na sua fundação de Círculo Operário de Lagoa Seca, tem sede própria na Rua Monsenhor José Paulino, 1775, em Lagoa Seca, Natal-RN, é uma entidade sem fins lucrativos (econômicos), reconhecida de utilidade pública pela Lei Municipal nº 407, de 18/12/1955, e Lei Estadual nº 3.624, de 03/07/1968, sociedade civil de associação filantrópica, registrada no Conselho Nacional do Serviço Nacional de Ação Social e do Conselho Municipal de Serviço Social sob o nº 44, com CNPJ nº 12.640.736/0001-03, com número ilimitado de sócios, de natureza socioeconômica, cultural, religiosa e duração e tempo indeterminados.

Estatuto

O presente Estatuto da entidade, que substituiu o anterior, foi aprovado em Assembleia Geral Extraordinária na sede do CTC Lagoa Seca, no dia 10 de setembro de 2004, inscrito no Registro Civil das Pessoas Jurídicas do 2º Ofício de Notas, sob o nº 316, e protocolado e registrado em microfilme sob o nº 6.175, do Livro “A” 80, em 17/05/2006, do referido Cartório da Capital potiguar.

De acordo com o Estatuto em vigor, o Círculo de Trabalhadores Cristãos de Lagoa Seca - CTC de Lagoa Seca, filia-se à Federação de Trabalhadores Circulistas do Estado do Rio Grande do Norte (FETCERN) e, conseguintemente, à Confederação Brasileira de Trabalhadores Circulistas (CBTC), integrando-se ao Movimento Circulista Nacional.

Princípios

Estão entre os princípios e objetivos do CTC Lagoa Seca: Inspirar-se na doutrina social-cristã; promover o combate à discriminação de qual natureza; Promover a classe trabalhadora e popular nos setores humanísticos, buscando também a justiça social, em especial nas áreas econômica, politica, social e ética; comprometer-se na defesa da dignidade humana do trabalhador da cidade e do campo, de qualquer atividade profissional e categoria salariais, bem como desempregados, marginalizados, idosos, crianças e adolescentes e micro-empresarial urbano e rural; Integrar e educar o trabalhador para autodeterminação e fortalecimento das organizações populares; Promover a formação de jovens, adultos e a cultura; Promover a defesa da criança e adolescente; Promover a defesa e os direitos dos idosos e dos aposentados.

Ainda de acordo com o Estatuto, o CTL de Lagoa Seca, desde sua fundação como Círculo Operário de Lagoa Seca, conforme os costumes e tradição, os circulistas católicos prestarão homenagem à Nossa Senhora Medianeira de Todas as Graças e a São José Operário, respectivamente, por ocasião ao Dia Nacional do Circulista, em 8 de outubro, e Dia do Trabalhador, 1º de maio.

Movimento Circulista

No contexto atual do circulismo, é oportuno ressaltar publicação de Paulo Oliveira, em CÍRCULOS OPERÁRIOS de Brentano a Rausch: “Ninguém esconde a necessidade de o Movimento Circulista acertar o passo com a realidade popular, e que o padre Urbano Rausch costuma citar duas situações que tem permitido a subsistência do Circulismo: 1) A existência de Círculos que mantiveram seu patrimônio imóvel, suporte da prestação de serviços, e 2) A caracterização do quadro associado, que, apesar das expressões ‘operário e trabalhador’ é muito mais ampla do que o conceito de classe. Essa é uma tendência”. E na sequencia afirma que “o caráter popular é de origem, dado que o Círculo foi sempre uma entidade interprofissional, nunca limitou o quadro exclusivamente a operários e, muito importante, o modelo tradicional de estatuto prevê o sócio cooperador, tipo que envolve um universo de posições”.

Missa de inauguração celebrada por Eugênio Sales

Segundo registros e relatos de sócios antigos, a missa de inauguração da fundação do Círculo de Trabalhadores Cristãos de Lagoa Seca (CTCLS), na ocasião Círculo Operário de Lagoa Seca, foi celebrada e presidida pelo padre Eugênio de Araújo Sales, que no mesmo ano fora nomeado Bispo Auxiliar de Natal, futuramente o Cardeal Dom Eugênio Sales, Arcebispo do Rio de Janeiro.
No ano do 64º aniversário do CTC Lagoa Seca
Com pesquisa e foto por www.Asssessorn.com

©2018 www.AssessoRN.com | Jornalista João Bosco Araújo - Twitter @AssessoRN
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário

Copyright © AssessoRN.com | Suporte: Mais Template